Moda, arte, cozinha e vinho: a união faz a força

A arte ao serviço da moda, a união de duas marcas de roupa com alma do norte, um chefe de cozinha apaixonado por flores de chá e um artista plástico que reinterpreta, através do desenho, uma icónica marca de vinho do Porto. Juntos somos mais fortes parece ser o lema destes oito nomes que se unem para criar edições limitadas daquilo que melhor sabem fazer.  

 

Branca Cuvier X HYENA Tailor Made 

De um lado temos a artista plástica Branca Cuvier (pode ler mais sobre o seu trabalho na PRIMA 1), do outro temos a marca HYENA Tailor Madefundada por Catarina de Castro Lopes, que se diferencia pelo minimalismo no feminino. Numa parceria feita em plena pandemia, com muito recurso ao digital e aos voices por telefone, confidenciam, Catarina convidou Branca para desenhar alguns padrões para a nova coleção de primavera-verão 2021, a Chromatic CollectionAs criaturas nativas pequenas das florestas, tais como os insetos, os pássaros e as flores serviram de inspiração à artista plástica, que se apoiou também nas cores pastel para o desenho de peças fluídas e confortáveis, numa “vibe divertida, colorida e cheia de movimento”, dizem. Um camiseiro florido, de nome peach pearl, um vestido de manga cava com uma asa de borboleta, chamado de camellia rose, e um macacão assimétrico que parte da ave do paraíso, o apple green, são as três peças resultantes desta colaboração, com uma preocupação sustentável em mente, pois as peças apenas são feitas sob encomenda.  

Estão à venda a partir de €170, em www.hyena.pt e nas lojas The Feeting Room, em Lisboa e no Porto 

 

Branca X Hyena
O camiseiro peach pearl, desenhado por Branca Cuviercréditos: Francisco Nogueira

 

Sanjo X La Paz 

A esta altura do campeonato, os míticos ténis nascidos em São João da Madeira já deixaram de ser só uma marca procurada pela sua nostalgia. A Sanjo modernizou-sedisseminou-se pelos s dos portugueses e faz questão de anunciar novidades com frequência. A última dá conta da parceria feita com a La Paz, marca portuense de moda masculina nascida da ligação às tradições marítimas, em quatro modelos a piscar o olho aos meses quentes que se avizinham. Os famosos K100 imbuíram-se do espírito minimalista da La Paz, pintaram-se das cores ecru e navy, e apresentam-se sem o logotipo da marca no exterior e com uma palmilha onde está gravada a âncora da La Paz. Já os K60 são repescados dos arquivos da Sanjo, representanda mensagem de intemporalidade e tradição das duas casas – novamente nas cores ecru e navy. Quanto aos materiais, são compostos por lona no exterior, sola em TPR vegan e palmilha em pele. Apresentam-se com a assinatura ‘o Atlântico aos nossos pés’ e a ideia não podia ser mais verdadeira.  

Estão à venda a partir de €93 e em www.sanjo.pt e www.lapaz.pt 

 

Sanjo X La Paz
Há quatro modelos de traço minimalista, todos em lona,

 

Ljubomir Stanisic X Nina Gruntkowski 

O cozinheiro Ljubomir Stanisic e a jornalista alemã Nina Gruntkowskiproprietária da Chá Camélia, a única plantação de chá da Europa continental, são amigos de longa data. Reza a história que o chefe tem acompanhado desde o início o projeto da plantação de chá no jardim de casa de Nina e do marido, o produtor Dirk Niepoort, em Fornelo, no Porto. Dez anos depois dessas primeiras sementes, os dois juntaram-se para criar o chá Flower Power. Um blend das flores das plantas da camellia sinensis e das folhas de chá verde da colheita de verão dos Chás da marca, numa edição limitada que se caracteriza pelo aroma delicado das pequenas flores, o corpo elegante do chá verde e um baixo teor de cafeína. Mais: é um chá rico em antioxidantes, vitaminas e minerais, para preparar em água a 90º, durante dois minutosA ligação entre Nina e Ljubomir é tão estreita que o chefe foi um dos primeiros a provar o Chá Camélia, além de ser a única pessoa do país a receber as flores da planta ainda em fresco, que cristaliza em açúcar para decorar alguns dos pratos que serve nos seus restaurantes. 

O chá está à venda em info@chacamelia.com, com um preço recomendado de €28.90 

 

Ljubomir X Nina
Flower Power: um blend de flores com folhas de chá verde

 

Sandeman X Mário Belém 

Com o planeta trancado em casa, muitos museus viraram-se para o mundo digital e deixaram que andássemos todos a visitar as suas salas – demoradamente, yes! A Sandeman, marca icónica de vinho do Porto, seguiu o exemplo e, pegando numa antiga ligação às artes, criou uma galeria digital, a Sandeman GalleryO artista Mário Belém (outro entrevistado d’A Nossa PRIMA, edição 5) foi convidado a reinterpretar o imaginário da marca fundada no final do século XVIII, que pode agora ser visto online. Para se inspirar a criar a sua própria recriação do universo Sandeman fez uma viagem ao património imagético da casa e reinterpretou alguns desses elementos históricos, sem nunca fugir do seu traço ligado à street artO resultado são duas peças feitas em ilustração digital, “O Barco” e “O Beco” que se desmaterializam em diversos detalhes a explorar na galeria, através de vídeos, imagens e textos, onde também se aprende mais sobre a história deste vinho do Porto.

Para navegar em www.sandeman.com/sandeman-arts 

Sandeman X Mário Belém
O Beco, uma reinterpretação atual dos ícones da SandemanMário Belém
Ao assinar a VISÃO recebe informação credível, todas as semanas, a partir de €6 por mês, e tem acesso a uma VISÃO mais completa.

Uma VISÃO mais completa

Assinar agora

CAPA DA EDIÇÃO