Visão Sete

Siga-nos nas redes

Perfil

Sana Silver Coast, nas Caldas da Rainha: Um clássico renovado

Escapar

Com um jardim romântico à porta, e praias por perto, o hotel Sana Silver Coast, no centro das Caldas da Rainha, é um bom lugar para se estar entre passeios

O Sana Silver Coast ocupa o edifício do Grand Hotel Lisbonense que ali funcionou durante mais de 100 anos, e onde dormiram artistas, escritores e políticos

O Sana Silver Coast ocupa o edifício do Grand Hotel Lisbonense que ali funcionou durante mais de 100 anos, e onde dormiram artistas, escritores e políticos

D.R.

É em frente ao romântico Parque D. Carlos I, num edifício cor de rosa, um dos mais emblemáticos das Caldas da Rainha, que se descobre o hotel Sana Silver Coast, de quatro estrelas. Durante mais de 100 anos, ali funcionou o Grand Hotel Lisbonense, onde dormiram artistas, escritores e políticos, e que foi palco de peças de teatro, bailes e saraus. Era também ali que ficavam o rei D. Carlos, a rainha D. Amélia e os filhos, acompanhados pela respetiva corte, durante as temporadas que passavam nas termas desta cidade, a cerca de uma hora de Lisboa. No final do século XX, o Lisbonense encerrava portas para ganhar, em julho de 2011, uma nova vida. O grupo Sana Hotels, que adquiriu o edifício, manteve a fachada original e deu o nome anterior do hotel ao restaurante e bar, como forma de homenagem.

O hotel conta com 80 quartos, confortáveis e espaçosos, e sete suítes (duas delas, com banheira de hidromassagem), distribuídos por três pisos

O hotel conta com 80 quartos, confortáveis e espaçosos, e sete suítes (duas delas, com banheira de hidromassagem), distribuídos por três pisos

O hotel conta com 80 quartos, confortáveis e espaçosos, e sete suites (duas delas, com banheira de hidromassagem), distribuídos por três pisos. Nas paredes, há fotografias de outros tempos, que ora nos mostram pormenores de como era a cidade ora as praias das redondezas. No restaurante, o chefe Hugo Rodrigues aposta numa ementa feita com ingredientes locais. À hora de almoço, há um menu, composto por couvert, entrada, prato principal e sobremesa (€17), que pode também ser servido na esplanada, fica a nota. Das várias sugestões, destacam-se o salmão braseado com molho de alcaparras sobre esmagada de batata-doce e feijão de soja, e o lombo de porco enrolado em bacon com puré de aipo e maçã, finalizado com espargos glaceados. Já ao jantar, as opções incluem polvo na chapa sobre esmagada de batata-doce assada, grelos de couve, cenouras baby salteadas e ovas, ou bochecha de porco preto em três confeções com puré de cenoura e funcho, couve-de-bruxelas salteada com presunto. Com o café, chegam as conhecidas cavacas e os beijinhos das Caldas da Rainha, em versão miniatura, dois bolos regionais feitos com ovos e calda de açúcar, que adoçam a boca.

Sana Silver Coast > Av. Dom Manuel Freire da Câmara, Caldas da Rainha > T. 262 000 600 > a partir de €79

À VOLTA

Parque D. Carlos I
Neste jardim romântico do século XIX, onde não faltam esplanadas, um parque infantil, campo de ténis e um lago, fica o Museu de José Malhoa, com obras do pintor e uma coleção de pintura e escultura dos séculos XIX e XX. R. de Camões, 37, Caldas da Rainha

Loja da Fábrica Bordallo Pinheiro
O universo de Rafael Bordallo Pinheiro encontra-se nesta loja: gatos assanhados, sapos, morangos, abóboras e couves em forma de pratos, travessas, copos e chávenas, entre outras peças. No primeiro andar, funciona o outlet. R. Rafael Bordallo Pinheiro, 53, Caldas da Rainha > T. 262 880 568 > seg-sáb 10h-19h, dom 14h-19h

Praia Foz do Arelho
A oito quilómetros das Caldas, a praia da Foz do Arelho, onde o oceano Atlântico e a lagoa de Óbidos se encontram, é ideal para fazer uma caminhada ou beber um café, numa das muitas esplanadas ao longo do areal.