Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Está aí um sérum anti-envelhecimento com células clonadas... do prepúcio de recém-nascidos

Sociedade

Charley Gallay/ Getty Images

O nome técnico - fator de crescimento epidérmico - não deixa perceber o principal e original (chamemos-lhe assim) ingrediente deste tratamento que a atriz britânica Kate Beckinsale anunciou ter feito, deixando os fãs, e a Internet em geral, em alvoroço

O tratamento, que usa "prepúcios clonados liquefeitos" e custa cerca de 600 euros, não é propriamento novo, nem Kate Beckinsale é a primeira celebridade a experimentá-lo, mas o facto de a atriz ter vindo a público mostrar os resultados trouxe o polémico sérum de novo à ordem do dia.

"Depois de um voo longo gosto de me deitar e porem-me uma máscara de prepúcios clonados liquefeitos - sinceramente, quem não gosta?", escreveu Kate Beckinsale legenda da foto que partilhou no Instagram, agradecendo o tratamento ao ateliê de Georgia Louise, em Nova Iorque. "Gostei especialmente que me tenha garantido que teria 'pouco pénis' já que era a minha primeira vez", brincou.

O "fator de crescimento epidérmico", também conhecido como o "tratamento facial EGF de Hollywood" ou "o tratamento facial de pénis", começa com uma limpeza e um peeling com ácido tricloroacético, a que segue uma sessão com micro-agulhas e a aplicação de uma máscara galvânica para acalmar a pele. À revista People, a esteticista explicou que o tratamento usa um sérum "derivado do prepúcio de bebés recém-nascido, de onde são retiradas células que são depois clonadas em laboratório".

Apesar da explicação, o Instragram encheu-se de comentários a considerar o tratamento "bárbaro" e "nojento"

Sandra Bullock e Cate Blanchett são outros nomes famosos entre as fãs do tratamento que, alegadamente, ajuda a gerar colagénio e elastina.