As caixas self-service de sexo estão previstas para a zona industrial da cidade helvética, a abertura está agendada para o próximo verão.

O objetivo dos responsáveis municipais é terminar com a prostituição de rua.

A Suíça tem uma população aproximada de 7,8 milhões de habitantes e é um dos países mais ricos do Mundo. As "caixas de sexo" estão projetadas para uma zona discreta da cidade. O plano prepara a construção de boxes com a dimensão aproximada de uma garagem, com telhado, e acesso fácil para os automóveis dos clientes.  

O projeto prevê que possam trabalhar 30 prostitutas nas "caixas do prazer".

Os clientes vão ser atendidos por ordem de chegada. Os primeiros a chegar tiram a senha na máquina disponível e aguradam no exterior.    

A abertura das "caixas de sexo" coincide com a reforma da lei relacionada com a prostituição no país agendada para os próximos meses.

As prostitutas serão obrigadas a possuir seguro de saúde e a comprar uma licença cujo valor final ainda não está totalmente definido. 

O provedor municipal responsável pelas questões sociais explicou na rádio nacional Suíça que as prostitutas vão estar mais protegidas e trabalhar com maior privacidade.