Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Uber assina acordo com a NASA para a gestão de tráfego aéreo das cidades

Web Summit

O palco principal da Web Summit serviu para a Uber anunciar um acordo de colaboração com a NASA para a gestão de tráfego aéreo nas cidades. Isso mesmo, de olho num futuro em que a partir de um smartphone se pede um Uber... aéreo

"Mais perto do que pensa" é o lema do serviço de mobilidade aérea urbana UberAir, cujo funcionamento a Uber mostrou em vídeo, pela primeira vez, no segundo dia de Web Summit, em Lisboa, quando anunciou também a assinatura de um protocolo de colaboração com a NASA para o desenvolvimento da gestão do tráfego no espaço aéreo urbano.

O SAA - Space Act Agreement - visa o desenvolvimento de novos conceitos de Gestão de Tráfego Não Tripulado (UTM, Unmanned Traffic Management) e Sistemas Aéreos Não Tripulados (UAS, Unmanned Aerial Systems), de forma a tornar seguras as desclocações aéreas a a baixas altitudes.

Em comunicado, a Uber explica que a sua participação no Projeto UTM da NASA ajudará a empresa a iniciar os primeiros voos de demonstração do uberAIR num conjunto de cidades norte-americanas selecionadas já em 2020. O novo serviço consistirá numa rede de aeronaves elétricas que vão permitir voos urbanos com um máximo de quatro passageiros. Estes veículos elétricos de descolagem e desembarque verticais (VTOLs) diferem dos helicópteros por serem mais silenciosos e, assegura a Uber, mais "seguros, acessíveis e respeitadores do meio ambiente".

O acordo com a NASA representa ainda a integração num grupo de parceiros que trabalhará com a agência espacial norte-americana no desenvolvimento da tecnologia UTM.