Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Maior editora de guias de viagem destaca motivos para visitar Portugal

Turismo e Aviação

  • 333

A Fodor's, considerada uma das maiores editoras de guias de viagens, em língua inglesa, elegeu as principais razões para visitar Portugal, de norte a sul

Terreiro do Paço, Lisboa.
1 / 16

Terreiro do Paço, Lisboa.

Museu da Cerveja, Terreiro do Paço, Lisboa.
2 / 16

Museu da Cerveja, Terreiro do Paço, Lisboa.

Lisboa Story Centre, Terreiro do Paço, Lisboa.
3 / 16

Lisboa Story Centre, Terreiro do Paço, Lisboa.

Mercado de Fusdão, Praça Martim Moniz, Lisboa.
4 / 16

Mercado de Fusdão, Praça Martim Moniz, Lisboa.

Lisboa Carmo Hotel, Chiado, Lisboa.
5 / 16

Lisboa Carmo Hotel, Chiado, Lisboa.

Heritage Av. Liberdade Hotel, Avenida da Liberdade, Lisboa.
6 / 16

Heritage Av. Liberdade Hotel, Avenida da Liberdade, Lisboa.

Villa Extramuros, Arraiolos.
7 / 16

Villa Extramuros, Arraiolos.

Cabo de São Vicente, um dos ex-libris da Rota Vicentina.
8 / 16

Cabo de São Vicente, um dos ex-libris da Rota Vicentina.

Fazenda Nova, Tavira.
9 / 16

Fazenda Nova, Tavira.

Ilha da Fuseta, Tavira.
10 / 16

Ilha da Fuseta, Tavira.

Tavira.
11 / 16

Tavira.

Zona velha da cidade de Faro.
12 / 16

Zona velha da cidade de Faro.

Cooking & Nature Emotional Hotel, Alvados, Porto de Mós. Em pleno Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros.
13 / 16

Cooking & Nature Emotional Hotel, Alvados, Porto de Mós. Em pleno Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros.

Carmo's Boutique Hotel, Gemieira, Ponte de Lima.
14 / 16

Carmo's Boutique Hotel, Gemieira, Ponte de Lima.

Castelo de Guimarães.
15 / 16

Castelo de Guimarães.

Sé Velha, Braga.
16 / 16

Sé Velha, Braga.

Portugal não tem só crise e desemprego para oferecer, também há motivos para sorrir. Pelo menos, assim considera a Fodor's, uma das maiores editoras de guias de viagens, do mundo, em língua inglesa.

Analisou Portugal, de norte a sul, e elegeu os melhores motivos para visitar o país, entre paisagens, restaurantes, pousadas e hotéis da citadina Lisboa ao mais rural Alentejo.  

Os locais mais atrativos, segundo a Fodor's, são: 

  • Lisboa

A análise da Fodor's começa por Lisboa, destacando a praça principal da cidade, o Terreiro do Paço. O largo ribeirinho, recentemente restaurado, tem um novo centro cultural composto por vários restaurantes, bares e lojas.

Os destaques vão para o Museu da Cerveja, onde se pode conhecer o ciclo de criação da bebida, com degustação incluída, e para Lisboa Story Centre, uma exposição interativa de alta tecnologia, que em 60 minutos, retrata toda a história da cidade, ao longo dos séculos.

Outro dos locais referenciados em Lisboa, pela Fodor's, é o Mercado de Fusão, na praça do Martim Moniz, local que durante muito tempo foi negligenciado, mas que ganhou uma nova vida. Na praça, existem vários quiosques,  com petiscos de todo o mundo, há ainda espetáculos de música ao vivo e apresentações culturais.

É dado destaque a dois novos hotéis da cidade. O Lisboa Carmo Hotel, é descrito como um refúgio de 45 quartos, no Chiado, com decoração que mistura clássico e moderno. Já sobre o Heritage Av. Liberdade Hotel diz-se que é uma das melhores opções para quem fica alojado na capital. Uma unidade hoteleira íntima, de fachada azul, num edifício restaurado do século XVIII. Localiza-se na Av. da Liberdade.

 

  • Alentejo

Uma das regiões agrícolas do Alentejo, Arraiolos, fica a cerca de 100 quilómetros de Lisboa. A editora encantou-se pela Villa Extramuros, um alojamento de campo, recente, que inclui cinco quartos minimalistas, um pátio solarengo e piscina entre as oliveiras.

Aconselha, também, uma visita à vizinha cidade de Évora, Património Mundial, a degustação de gastronomia alentejana e os desportos náuticos, na albufeira de Alqueva.

 

  • Rota Vicentina

Rumando mais a sul, o guia elege os percursos pedestres da Rota Vicentina como uma atividade a não perder: seguem a costa selvagem e preservada ligando a cidade de Santiago do Cacém ao Cabo de São Vicente, percorrendo todo o litoral do sudoeste alentejano.

Vários trilhos, num total de 320 quilómetros, calcorreiam os caminhos usados por pastores e pescadores. Pode-se escolher o percurso e seguir através de terrenos de sobreiros, quintas e campos de urzes ou através da costa rochosa, pelas falésias calcárias.

A editora não esquece os promotores desta iniciativa, a Casas Brancas. São mais de 30 hotéis e pousadas, restaurantes e uma série de atividades e atrações juntas numa associação de turismo sustentável, sem fins lucrativos e com fortes ligações às comunidades locais.

  •  Algarve

A Fodor's diz que aqui se encontra mais uma razão para visitar o sul do país, a Fazenda Nova, uma extraordinária pousada localizada perto da histórica cidade costeira de Tavira.

O interior é decorado com objetos colecionados pelos proprietários durante as suas viagens. A paisagem composta por pomares, jardins de ervas, diversos trilhos e uma piscina. Daqui pode visitar cidades e vilas próximas e as feiras locais da Fuzeta, Quelfes, Faro e Tavira.

 

  • Serras de Aire e Candeeiros

Seguindo para o norte, visite o novo Cooking & Nature Emotional Hotel, localizado em Alvados, no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros. Muita diversão, boa comida e natureza são as bases desta unidade hoteleira. Constituído por 12 quartos, cada um desperta uma fantasia diferente - desde um safari africano até ao luxo da corte francesa, evocado pela figura da rainha Maria Antonieta.

O destaque vai para o facto de se poder cozinhar o próprio jantar: a equipa do hotel trata dos preparativos e o hospede pode ocupar-se dos tachos usando os ingredientes dos quintais do hotel ou da aldeia.

 

  • Minho

Por fim, sem esquecer o norte de Portugal, a Fodor's faz referência  ao Carmo's Boutique Hotel, localizado nos arredores da cidade histórica de Ponte de Lima.

Um refúgio informal e acolhedor, com 15 quartos com camas de dossel, um restaurante e um spa. Fora do hotel, poderá desfrutar das várias atrações existentes - desde passeios cénicos a percursos de bicicleta ao longo do passeio ribeirinho.

A partir daqui facilmente se chega ao centro cultural de Guimarães, à antiga Braga e ao grande porto, destaca a editora.