Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Uma aula de cozinha vietnamita

Tapas, Vida e Viagens

  • 333

Hoi An é uma das cidades vietnamitas mais charmosas e também a mais conhecida pelas aulas de cozinha para estrangeiros e turistas. Seguimos o conselho do famoso Anthony Bourdain, e arriscámos numa deliciosa aula de cozinha vietnamita. Não nos arrependemos.

HISTÓRIA E CULTURA - Em Melgaço, no Espaço Memória e Fronteira, recordase o tema do contrabando na região. Ainda no centro histórico da vila, há o Museu do Cinema, criado a partir da coleção de Jean Loup Passek. Além de máquinas, cartazes originais em tela e fotografias, o edifício também acolhe exposições temporárias.
1 / 6

HISTÓRIA E CULTURA - Em Melgaço, no Espaço Memória e Fronteira, recordase o tema do contrabando na região. Ainda no centro histórico da vila, há o Museu do Cinema, criado a partir da coleção de Jean Loup Passek. Além de máquinas, cartazes originais em tela e fotografias, o edifício também acolhe exposições temporárias.

DESPORTOS RADICAIS - Uma emocionante descida das águas bravas do rio Minho, percursos pedestres por caminhos e trilhos, tiro com arco, passeios de BTT e paintball (mais em www.melgacoradical.com).
2 / 6

DESPORTOS RADICAIS - Uma emocionante descida das águas bravas do rio Minho, percursos pedestres por caminhos e trilhos, tiro com arco, passeios de BTT e paintball (mais em www.melgacoradical.com).

ENOTURISMO - Também em Melgaço, no Edifício dos Três Arcos, fica o Solar do Alvarinho. Há provas de vinho ou espumante e, na loja, peças de artesanato e produtos regionais.
3 / 6

ENOTURISMO - Também em Melgaço, no Edifício dos Três Arcos, fica o Solar do Alvarinho. Há provas de vinho ou espumante e, na loja, peças de artesanato e produtos regionais.

PALÁCIO DA BREJOEIRA - O Palácio da Brejoeira, em Monção, a 30 quilómetros de Melgaço, é um edifício com fachada de estilo neoclássico e influência barroca. No interior, há amplos salões, candelabros gigantescos, frescos de temática mitológica, luxuosas tapeçarias, pratas e louças do Oriente. Percorra o bosque, os jardins, a romântica «ilha dos amores» ou as vinhas.
4 / 6

PALÁCIO DA BREJOEIRA - O Palácio da Brejoeira, em Monção, a 30 quilómetros de Melgaço, é um edifício com fachada de estilo neoclássico e influência barroca. No interior, há amplos salões, candelabros gigantescos, frescos de temática mitológica, luxuosas tapeçarias, pratas e louças do Oriente. Percorra o bosque, os jardins, a romântica «ilha dos amores» ou as vinhas.

PALÁCIO DA BREJOEIRA - O Palácio da Brejoeira, em Monção, a 30 quilómetros de Melgaço, é um edifício com fachada de estilo neoclássico e influência barroca. No interior, há amplos salões, candelabros gigantescos, frescos de temática mitológica, luxuosas tapeçarias, pratas e louças do Oriente. Percorra o bosque, os jardins, a romântica «ilha dos amores» ou as vinhas.
5 / 6

PALÁCIO DA BREJOEIRA - O Palácio da Brejoeira, em Monção, a 30 quilómetros de Melgaço, é um edifício com fachada de estilo neoclássico e influência barroca. No interior, há amplos salões, candelabros gigantescos, frescos de temática mitológica, luxuosas tapeçarias, pratas e louças do Oriente. Percorra o bosque, os jardins, a romântica «ilha dos amores» ou as vinhas.

PALÁCIO DA BREJOEIRA - O Palácio da Brejoeira, em Monção, a 30 quilómetros de Melgaço, é um edifício com fachada de estilo neoclássico e influência barroca. No interior, há amplos salões, candelabros gigantescos, frescos de temática mitológica, luxuosas tapeçarias, pratas e louças do Oriente. Percorra o bosque, os jardins, a romântica «ilha dos amores» ou as vinhas.
6 / 6

PALÁCIO DA BREJOEIRA - O Palácio da Brejoeira, em Monção, a 30 quilómetros de Melgaço, é um edifício com fachada de estilo neoclássico e influência barroca. No interior, há amplos salões, candelabros gigantescos, frescos de temática mitológica, luxuosas tapeçarias, pratas e louças do Oriente. Percorra o bosque, os jardins, a romântica «ilha dos amores» ou as vinhas.

 

 

Uma das razões que nos levou a querer visitar Hoi An, foi precisamente pela fama de ser uma cidade conhecida pela fusão da culinária francesa com a vietnamita, bem como os inúmeros workshops de cozinha com os cozinheiros dos melhores restaurantes.

A aula começou com uma visita bem animada ao mercado onde pudemos conhecer plantas, legumes e cheiros nunca antes experienciados. Chegada a altura de pôr as mãos na massa, fomos levados para um dos melhores restaurantes de Hoi An, o "Morning Glory", da mais respeitada cozinheira das redondezas: Miss V.

Já a tínhamos "conhecido" no programa "No Reservations" do Anthony Bourdain, por isso já levávamos as melhores recomendações.

Na sala encontravam-se pessoas curiosas de todas as nacionalidades, da Austrália a Itália, num ambiente muito descontraído e curioso.

Foram 3 horas deliciosas. Aprendemos a cozinhar legumes com temperos diferentes, a fazer molhos agridoces, recheios para crepes de folha de arroz, mousse de camarão, salada de manga com especiarias, pho (uma sopa-caldo com noodles, legumes e carnes),  banh xeo (uma espécie de panquecas salgadas muito estaladiças e crocantes), galinha em folha de lima. Tudo isto bem regado com o famoso fish sauce e temperos até aí desconhecidos. O melhor de tudo, foi que pudemos saborear cada prato feito por nós.

Escusado será dizer que saímos de lá de barriga satisfeita, um livro da Miss V., uma mão cheia de ensinamentos e muitas receitas para experimentar assim que regressássemos a Portugal.

Se algum dia forem a Hoi An, não podem falha um workshop de culinária vietnamita.

Acompanhem-me no Facebook e no Tapas na Língua