Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

GUIA DO VIAJANTE - Viena

Europa

Heinz-Peter Bader/Reuters

A capital austríaca veste-se com outras cores em Novembro: chegam os mercados de Natal e com eles o espírito festivo, o convívio e as compras mais originais

COMO IR

Os voos da low-cost SkyEurope são directos e normalmente os mais baratos, embora o preço tenha aumentado desde o seu lançamento, no ano passado. Uma pesquisa para Novembro pode chegar aos 250 € (ida e volta). Confirme em www.skyeurope.com



O QUE FAZER

Entrada - Basta ter o Bilhete de Identidade em dia.

Idioma - A língua oficial é o alemão, que em Viena tem um sotaque próprio. Em geral, percebe-se mais inglês do que se fala, mas não é difícil comunicar e sermos entendidos.

Clima - O clima é continental e Outono e o Inverno podem ter dias frios, mesmo sem neve. O vento pode tornar a sensação de frio desagradável, pelo que convém ir bem equipado, com botas, casacos grossos, luvas e cachecóis. As lojas, cafés e restaurantes e edifícios públicos estão sempre bem aquecidos.

Diferença horária - Uma hora a mais do que em Portugal.

Moeda - A Áustria integra a zona Euro.

Transportes - A rede de metropolitano, eléctricos e autocarros é bastante eficiente. Compensa adquirir o Vienna Card, que dá direito a transportes ilimitados durante 72 horas e descontos em 210 locais (museus, restaurantes, etc.), incluindo o comboio que liga o aeroporto ao centro da cidade.



FAZER E VER

A cidade não é muito grande mas a sua oferta é tão intensa que necessita de um mínimo de quatro a cinco dias para ser visitada.

No Ring

O grande boulevard aberto depois de deitadas abaixo as muralhas da cidade encontramos o Hofburg. O palácio imperial dos Habsburgos, onde viveu a lendária Sissi e o imperador Francisco José, pode ser visitado, exibindo todo o esplendor que caracterizava a família que ali viveu até 1918. Hoje é a residência oficial do presidente austríaco. O monumental conjunto de edifícios alberga ainda o Museu Sissi nos Apartamentos Imperiais. A Escola de Cavalaria Espanhola, Spanische Hofreitschule, tem também ali a sede, com os seus célebres cavalos Lipizzans. Datas de exibições e treinos em www.srs.at.

Stephansdom

A imponente catedral com o telhado colorido é o edifício gótico mais importante do país. Os mais atléticos podem subir os 343 degraus até à torre.

Palácio Schönbrunn

Outrora, a residência de Verão dos Habsburgos, continua a ser o local mais visitado de Viena. Datado do fim do século XVII, é Património Mundial e, para além dos salões faustosos e românticos, dos luxuosos aposentos onde pernoitou Sissi e família, oferece um espaço especial para as crianças. Também tem um mercado de Natal nos seus jardins.

Haus der Musik (Casa da Música)

São seis andares de muita informação mas também de muita diversão, em espaços interactivos. Um local fantástico para ir com crianças. Experimente os muitos sons, tons e instrumentos disponíveis, faça testes acústicos, conheça as vidas e obras de compositores como Mozart, Schubert e Strauss e, por fim, deliciese a dirigir a Orquestra Filarmónica de Viena, uma das mais prestigiadas do mundo, imprimindo o seu toque pessoal ao Danúbio Azul. Como a experiência é interactiva pode conhecer o aplauso dos músicos ou levar um puxão de orelhas, por exemplo, do maestro Zubin Mehta, presidente honorário da Casa da Música.

Albertina

Este museu, com a importante colecção gráfica reunida pelo casal Batliner é um dos mais cotados do país, com obras de Monet, Dürer, Klimt, Rubens, Schiele, Cézanne, Kokoschka, Picasso.

MuseumsQuartier

Um interessante complexo museológico onde se encontra o Leopold Museum, o Mumok (Museu de Arte Contemporânea) e o Kunsthalle, bem como um Museu da Criança.

Prater

O famoso parque de diversões, cuja Grande Roda foi imortalizada pelas cenas do Terceiro Homem com Orson Wells, é outro favorito para os passeios em família. Ao lado, fica o Prater Verde, nos antigos bosques imperiais de caça, um enorme espaço verde.

Belvedere

Com dois monumentais palácios, que foram residência de Verão do príncipe Eugénio de Sabóia, aqui fica o museu que alberga o lendário O Beijo, o quadro mais famoso de Gustav Klimt, pintado há 100 anos. Este ano há eventos comemorativos e uma exposição especial, até 18 Janeiro, que recria a mostra original Kunstschau 1908, onde o quadro foi revelado. O museu guarda ainda obras de Schiele e Kokoschka e arte da Idade Média até aos nossos dias.



COMER

A boa mesa é uma característica de Viena. Condensando o melhor das influências vizinhas Hungria, Itália, Boémia a cozinha é variada e consegue-se comer bem a preços acessíveis. Desde os populares Wiener Schnitzel (os panados finos de carne) que são servidos em doses reforçadas nas heuriger (as tavernas do vinho) aos pratos mais sofisticados dos inventivos chefs, há oferta para todos os gostos e carteiras. E as sobremesas, claro, são uma tentação permanente...

Heuriger Christ

Boa para se iniciar nas comidas e vinhos tradicionais, é muito frequentada pelos locais.

Amtsstraße 10-14, Jedlersdorf,

www. weingut-christ.at.

Palmenhaus

No jardim Burggarten. No local de uma antiga estufa, surgiu este restaurante movimentado. Muito procurado pelos vienenses, apresenta excelente comida local e internacional.

www.palmenhaus.at.

Babette's

Junto ao Naschmarkt. Vale a pena ir à hora de almoço (12h00-14h00) para experimentar os pratos cozinhados nesta simpática livraria.

www.babettes.at

Schon Schön

Representa o espírito inovador dos vienenses. Com um 3 em 1, cabeleireiro, atelier de roupa e restaurante e bar. A mesa colectiva é um desafio ao convívio.

www. schon-schoen.at

DO & CO Albertina

O café-restaurante do museu Albertina fica virado para o Burggarten e quando o tempo permite tem uma agradável esplanada. No Inverno, o interior, com o chão e o balcão em mármore e sofás de cabedal é bastante acolhedor. Os preços são elevados.

www.albertina.at

Österreicher im MAK

Um dos hot spots da cidade, onde a nova cozinha vienense se cruza com a tradicional. Fica no Museu de Artes Decorativas.

www.oesterreicherimmak.at

 



COMPRAR

Explorar a Kärntner Strasse, a Graben ou o Kohlmarket pode ser bastante recompensador, permitindo descobrir lojas variadas, das mais caras e exclusivas como o Julius Meinl, às cadeias populares. Mas há uma artéria que simboliza a vasta oferta de Viena: na Mariahilfer Strasse, a mais comprida rua de compras da cidade, encontramos cerca de 600 lojas ao longo de dois quilómetros, com preços mais em conta. Vale a pena também passear no Freihausviertel, um bairro jovem e dinâmico de Viena, em especial na Schleifmühlgasse.

Ali encontramos a loja Alt Wien Kaffee, um paraíso para os apreciadores de café onde se pode comprar um lote a gosto e beber uma saborosa bica. No local, pode ainda ver-se o processo manual de selecção do grão. Na mesma rua, fica a florista Blumenkraft e a loja de móveis e candeeiros retro Rauminhalt. Ali perto, encontra-se a Lichterloh, com as suas antiguidades e raridades.

Ainda na Schleifmühlgasse a loja de roupas Pregenzer também merece uma visita, bem como a Grand Whisky com uma impressionante colecção de uísques de todas as idades e tipos.

 

DORMIR

Roomz Budget Design Hotel

Com quartos a partir de 59 €

www.roomz-vienna.com

K+K Hotel Maria Theresia

www.kkhotels.com/nc/en/hotels/vienna

Das Trieste

www.dastriest.at.

Mais informação em www.vienna.info, o site oficial do Turismo de Viena.