Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Rute Norte na Índia [87]

Rute Norte na Índia

  • 333

Chegada a Pushkar, a cidade religiosa

Que cidade mais esquisita, esta. Parece que entrei noutro mundo. Era tudo tão esquisito, tão diferente do que já tinha visto até então. Mas vamos com calma, já vamos dar um passeio pelo centro. Instalemo-nos para já.

Primeira descoberta: nesta cidade não se come carne. Em toda a cidade. No meu hotel inclusive. Nem vaca, nem frango, nem borrego, nem nada. Álcool também não. Cheguei tarde ao hotel, devido às andanças de bicicleta, completamente esfomeada, cheia de água, eram duas e meia da tarde, e põem-me um menú à frente que não se percebe patavina, e vegetariano, pelos vistos. Vamos já para o primeiro da lista: paneer butter masala. Não me apetece ler mais, venha já este, acompanhado de garlic naan. Bom.

Que coisa mais deliciosa. Quer o pão (com alho), quer esse tal paneer butter masala, com quadrados de queijo. Mas é um queijo que não tem nada a ver com o nosso, parecem quadrados de marshmelows. Uma das refeições mais saborosas desta viagem, inesperadamente. Ou então era eu que tinha muita fome.

E têm esparguete! Afinal ainda encontrei esparguete, e ao jantar pedi-a, mas arrependi-me amargamente, era horrível, muito cozida, tinha só tomate, e ficou tudo no prato.

O hotel tem cinco andares e mais dois quartos ocupados. Já me habituei a perguntar, sempre que chegava a um. E não tem piscina.