Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Salvador da Bahia - Guia do Viajante

Américas

  • 333

Informações práticas sobre onde dormir, onde comer, o que fazer

.
1 / 19

.

.
2 / 19

.

.
3 / 19

.

.
4 / 19

.

.
5 / 19

.

.
6 / 19

.

.
7 / 19

.

.
8 / 19

.

.
9 / 19

.

.
10 / 19

.

.
11 / 19

.

.
12 / 19

.

.
13 / 19

.

.
14 / 19

.

.
15 / 19

.

.
16 / 19

.

.
17 / 19

.

.
18 / 19

.

.
19 / 19

.

 

ONDE DORMIR

Pestana Convento do Carmo Rua do Carmo, 1 - Santo António, Centro Histórico www.pestana.com Pousada Redfish Ladeira do Boqueirão 01, Santo António, Centro Histórico www.hotelredfish.com Pousada des Arts Rua Direita do Santo António 90, Centro Histórico www.pousadadesarts.com.br Pousada Refúgio da Vila Loteamento Aldeia dos Pescadores, 6,7 e 8 Praia do Forte - Mata de São João www.refugiodavila.com.br Tivoli Ecoresort Praia do Forte Av. do Farol s/n Praia do Forte - Mata de São João www.tivolihotels.com

 

 

ONDE COMER

Al Carmo Rua do Carmo, 42 - Centro Histórico Bar Cruz do Pascoal Rua Direita do Santo António, 2 Largo Cruz do Pascoal - Centro Histórico Amado Av. Lafayete Coutinho, 660 Comércio www.amadobahia.com.br Casa da Dinha do Acarajé Largo de Santana - Rio Vermelho www.casadadinhadoacaraje.com.br Terreiro da Bahia AV. ACM, S/N, Rua principal da Vila - Praia do Forte www.terreirobahia.com.br Companhia do Forte Alameda da Felicidade - Praia do Forte.

 

 

O QUE VER

Pelourinho Belas igrejas do século 17 e 18 e casarões coloridos que abrigam bares, restaurantes e lojinhas formam o Pelô, Centro Histórico de Salvador considerado Património da Humanidade pela Unesco desde 1985. As construções em estilo barroco português equilibram-se sobre as ladeiras pé de moleque que desembocam em largos os principais são o Terreiro de Jesus, o Largo do Cruzeiro de São Francisco e o Largo do Pelourinho. Nas terças-feiras, às 19h, o cantor Gerónimo faz um tradicional show na Escadaria do Passo (Ladeira do Carmo) e a banda Olodum faz ensaios no Largo do Pelourinho duas vezes por semana ao longo do verão Igreja de Nosso Senhor do Bonfim Igreja do protetor dos baianos e dos visitantes, motivo pelo qual a igreja, concluída em 1772, é a mais popular da Bahia. No teto há imagens de náufragos agradecidos por terem sobrevivido Casa de Jorge Amado Espaço cultural dedicado à obra do grande romancista baiano. Mercado Modelo Nos porões do Mercado Modelo ainda se pode revisitar o passado esclavagista do país. Lá ficavam os escravos recém-chegados, aguardando os leilões de venda. Hoje como antes, o local alaga na maré cheia. Nos pisos superiores está o principal centro de artesanato. O Mercado Modelo é um dos maiores centros de artesanato da América Latina e principal mostruário do trabalho dos artesãos baianos Elevador Lacerda O maior elevador público do país, liga a cidade baixa (na região do Mercado Modelo) à cidade alta. Uma bela vista da Baía de Todos os Santos Museu de Arte Moderna Abriga obras de Di Cavalcanti e Portinari, dentre outros. Baía de Todos os Santos A maior baía do Brasil em extensão territorial 1052 km2 e também em diversidade cultural, artesanato, história, arquitetura colonial (igrejas, fortalezas, belos solares coloniais e sedes de fazendas) e ecossistemas ricos em paisagens, biodiversidade como manguezais, Mata Atlântica remanescente, coqueirais, bananais e recifes de corais onde estão presentes a foz dos Rios Paraguaçu, Jaguaripe, Subaé e inúmeros riachos que desembocam nas águas do Oceano Atlântico Parque das Esculturas O espaço é um museu a céu aberto e representa algo como a arte rodeada pela natureza. Construído no século XVII, o parque abriga nos seus jardins as obras dos mais representativos artistas plásticos baianos Praia do Forte Praia situada no distrito homónimo, no município baiano de Mata de São João, a cerca de 50 km de Salvador. É um dos destinos mais procurados do litoral Norte da Bahia. São mais de 12 km de praias, com várias piscinas naturais formadas por arrefices ao longo da costa. Nota para os coqueiros, que embelezam o visual Projeto Tamar O Projeto Tartarugas Marinhas foi criado em 1980 para proteger da extinção as cinco espécies de tartarugas que utilizam o litoral brasileiro para se alimentar e se reproduzir. A biodiversidade, a beleza natural, além da riqueza histórica e cultural desta região turística, fazem do Centro de Visitantes da Praia do Forte um dos mais frequentados do Brasil, atendendo a cerca de 600 mil pessoas/ano. Entre tanques e aquários são 600 mil litros de água salgada, com exemplares da fauna marinha da região e de quatro das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, em diferentes estágios do ciclo de vida.