Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Português faz panorâmicas únicas de Nova Iorque a 360°

Américas

  • 333

Nuno Madeira decidiu fotografar os seus passeios em Nova Iorque através de panorâmicas a 360°. Agora, lançou um site onde qualquer um pode fazer um passeio interativo pela cidade. VEJA AS FOTOS

Chama-se NewYork360º - Walk, Stop, Shoot (em português, "Nova Iorque 360° - Caminha, Para e Dispara") e é o mais recente site fotográfico dedicado à cidade norteamericana. A particularidade desta página é que permite conhecer 50 locais da emblemática metrópole, sem sair da cadeira, e foi totalmente feita por um português.

Nuno Madeira, 33 anos, esteve de férias na cidade que nunca dorme, em 2010, e lembrou-se de captar o que via usando uma técnica que já utilizava em alguns dos seus trabalhos profissionais.

"Houve uns dias em que estive sozinho, a caminhar, e decidi captar aquela realidade em panorâmicas e a 360 graus. Nunca me chega só um quadradinho com uma imagem, quero sempre ter o máximo de informação de um lugar. Estava de férias, não pensei na altura que o projecto podia acontecer. Nova Iorque é uma cidade para caminhar. Andar com um tripé e material para fazer fotos a 360 graus, naquela cidade, deve ser algo penoso. Fazia a rotação com os pés, colocava o eixo da lente junto ao corpo e rodava. Foi espontâneo", conta o fotógrafo.

As imagens panorâmicas a 360 graus começaram a tornar-se populares, nos últimos anos, especialmente por causa do serviço Google Street View, que disponibilizou pormenores das ruas das principais cidades mundiais numa perspetiva até aí pouco vista.

Quando Nuno regressou a Portugal, não tinha ainda noção do potencial que trazia no cartão de memória. "O projecto mostra de uma forma geral os ambientes desde a 125st no Harlem até Brooklyn, passando por Times Square, Financial District, Broadway, Soho, Chinatown e Lower East Side", explica Nuno.

Uma vez que registou as imagens de forma artesanal - sem tripé - Nuno teve de recorrer a um programa que o ajudasse a montar o gigantesco puzzle, composto por cerca de 1500 fotografias. "Cada imagem 360 graus reúne à volta de 9 a 16 fotografias. Foi um projeto penoso. Um trabalho feito no tempo livre, durante três anos. A maioria das imagens levaram muitas horas, dias e talvez semanas a pós produzir. Podia estar toda a minha vida a trabalhar nas imagens, a aperfeiçoá-las, porque houve muitas que ficaram de fora", revela.

Entretanto, sites da especialidade - como o PetaPixel - já deram pelo seu trabalho, lançado na passada segunda-feira, e desde então não tem parado de receber mensagens de parabéns e de pessoas que o querem conhecer.

Mas Nuno Madeira, não vai ficar por aqui: "Vou dar a minha visão de Lisboa, mas não nas condições que fiz Nova Iorque. Foi um projecto levado ao extremo, talvez único e com um valor incalculável." Cá estaremos para ver.