Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Nova VISÃO Saúde nas bancas

VISÃO Saúde

Em Portugal, há cada vez mais pessoas a fazer plásticas, seja por vaidade ou necessidade. O número 6 da VISÃO Saúde, que chegou às bancas este sábado, é dedicado precisamente a esta área, onde vai poder conhecer as últimas novidades na plástica e estética e ler relatos de pacientes e médicos que alertam para os perigos destes procedimentos

Jovens que querem ficar com a aparência idêntica à que têm nas selfies quando usam filtros, injeções com plasma na face, cirurgias nas zonas intimas femininas e transplantes de cabelo são algumas das tendências atuais da cirurgia plástica e da estética. Uma área da Medicina que está a crescer em Portugal, tal como sucede em todo o mundo – segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) fazem-se por ano 23 milhões de procedimentos plásticos. Entre os recordistas estão os aumentos mamários, a liipoaspiração e o botox. É o este o tema da próxima edição da VISÃO Saúde que já está nas bancas. Ao longo das páginas pode ficar a saber as últimas novidades da estética e plástica, as operações com melhores resultados, os preços e o que tem de saber antes de de avançar.

Além disso, esta especialidade – que teve o seu grande impulso nas duas guerras mundiais quando se reconstruia a imagem dos feridos e mutilados – dá resposta não só a desejos estéticos como a complexas situações de saúde. O botox é exemplo do que se pode fazer: serve para combater as rugas mas também para resolver problemas como a enxaqueca ou a bexiga hiperativa.

Nesta edição da VISÃO SAÚDE pode assim ficar a conhecer as histórias dos pacientes que já passaram pela experiência e os alertas e as sugestões dos médicos e descobrir ainda o futuro desta área da medicina que promete continuar a surpreender. Como é o caso de uma cirurgia, dolorosa, que permite crescer em altura até 14 centímetros e que muitos portugueses estão a ir ao estrangeiro fazer. “É um milagre”, garante uma portuguesa que foi à Alemanha e conseguiu alcançar o sonho de ser mais alta e passou dos seus 1,48 metros para 1,60 metros. ‘Um milagre’ que, segundo os especialistas, poderá em breve começar a ser feito no país.

CONHEÇA A NOVA EDIÇÃO DIGITAL DA VISÃO. LEIA GRÁTIS E TENHA ACESSO A JORNALISMO INDEPENDENTE E DE QUALIDADE AQUI