Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Oito mitos ou verdades sobre as unhas

VISÃO Saúde

Getty Images

Unhas de gel e gelinho são prejudicias para as unhas? E se elas forem polidas, ficam mais fracas? A VISÃO falou com um dermatologista que desmistifica algumas ideias preconcebidas relacionadas com as unhas

António Santos, dermatologista do Centro de Dermatologia EPIDERMIS, desmistifica oito ideias sobre o tratamento das unhas.

1. A vitamina D fortalece as unhas?
A fragilidade ungueal deve-se, habitualmente, a múltiplos fatores coexistentes, como a pele atópica ou seca, o envelhecimento, certos medicamentos, trabalhos domésticos, lavagem frequente, procedimentos cosméticos mais agressivos ou repetidos e outros.

Por si só, a suplementação com vitamina D não garante o fortalecimento ungueal. Em casos de malnutrição ou défices severos, a vitamina D, em combinação com outros nutrientes como o zinco, o ferro, a biotina, a cistina, entre outros, pode melhorar a dinâmica de crescimento ungueal. O fortalecimento da unha exige cuidados locais de hidratação e bom estado de saúde geral.

2. As unhas ficam mais fracas se apenas forem limadas e não cortadas?
O trauma ungueal repetido pode favorecer a fragilidade ungueal, mas depende de cada caso. A obtenção de unhas longas e fortes depende de fatores como a idade e a hidratação cutânea, por exemplo. Varia de individuo para individuo e, na mesma pessoa, depende da fase da vida.

3. Tirar as cutículas faz mal às unhas?
A cutícula funciona como uma capa de proteção que impede a entrada de agentes irritativos - detergentes, por exemplo - e microorganismos pela prega ungueal proximal. A remoção cuticular pode favorecer processo inflamatórios ou infeciosos à volta das unhas. Nas cozinheiras, por exemplo, são comuns as perioníquias crónicas devido à humidade constante e ausência de cutículas.

4. Polir as unhas torna-as mais fracas?
O trauma ungueal repetido pode favorecer a fragilidade ungueal, mas tem de analisar-se caso a caso. Se for realizada uma boa hidratação ungueal e não se verificarem outros problemas cutâneos, não será necessariamente problemático.

5. A acetona estraga as unhas?
Pode favorecer eczemas ungueais irritativos, especialmente quando as outras condições que favorecem a fragilidade ungueal estão presentes.

6. Unhas de gel e gelinho são prejudiciais?
Em determinadas situações, podem espoletar ou favorecer doenças ungueais. Os indivíduos alérgicos aos acrililatos podem sofrer de eczemas ungueais de difícil tratamento. Doentes com psoríase das unhas, onicomicoses, líquen plano ou alopécia areata podem ver a sua patologia inicialmente camuflada e depois agravada. A remoção do gel pode, devido ao microtrauma, acordar doenças cutâneas de tipo inflamatório como a psoríase, o eczema e o líquen.

7. O formato das unhas pode fazer com que elas encravem com mais facilidade?
Especialmente as unhas em pinça nos pés, acentuadas pelo microtrauma continuado pelo calçado, desporto ou por defeitos ortopédicos são causas frequentes de unhas encravadas. Nesta situação, a unha afunda-se no leito ungueal e vê o seu crescimento mecanicamente impedido pelas pregas cutâneas circundantes.

8. Usar verniz de cor escura deixa as unhas mais fortes?
Trata-se mais de uma ilusão ótica do que de um verdadeiro fortalecimento ungueal.