Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fumar ou vapear? O que um mês de cigarros faz a um recipiente cheio de algodão

VISÃO Saúde

Uma experiência do organismo britânico responsável pela saúde pública comparou o resultado da exposição a cigarros "normais" e eletrónicos e as imagens divulgadas não deixam margem para dúvidas

Preocupados que os fumadores não se decidam a trocar o tabaco pelos cigarros eletrónicos por falta de informação, investigadores do Public Health England compararam o efeito de ambos com recurso a dois recipientes cheios de bolas de algodão.

O algodão num dos recipientes foi exposto a fumo de tabaco (230 cigarros), o outro ao vapor dos cigarros eletrónicos. Se no primeiro caso ficou castanho e pegajoso, no segundo as marcas visíveis eram ténues e os investigadores estimam que vapear seja pelo menos 95% menos prejudicial do que fumar.

O organismo encoraja os fumadores a aproveitar o ano novo para deixar de fumar e, nesse sentido, divulgou as imagens da experiência, sublinhando que os "danos devastadores" do tabaco tradicional podem ser evitados com a opção pelo de vapear.

"Seria trágico se milhares de fumadores que poderiam deixar de fumar com a ajuda dos cigarros eletrónicos não o fizessem graças a falsos receios sobre a sua segurança. Precisamos garantir aos fumadores que mudar para os cigarros eletrónicos será muito menos prejudicial", afirma John Newton, responsável do Public Health England.

Fumar aumenta o risco de desenvolver mais de 50 problemas de saúde graves, incluindo doenças cardíacas e cancro.