Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Comer três barras de chocolate por mês ajuda a combater insuficiência cardíaca

VISÃO Saúde

DR

Ingerir chocolate de forma moderada não só faz bem como ajuda a prevenir problemas cardíacos, soube-se, esta semana, no congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia

Um estudo recente, apresentado no congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, em Munique, na Alemanha, dá conta de que comer chocolate de forma moderada -três barras por mês - reduz em grande escala o risco de se vir a sofrer de insuficiência cardíaca.

De forma a perceberem como é que o consumo de chocolate afeta a saúde do coração, os investigadores analisaram cinco estudos diferentes que envolveram mais de meio milhão de adultos, uns que ingeriam chocolate e outros que não comiam nenhuma quantidade.

Os resultados mostraram que consumir até três barras de chocolate por mês pode reduzir em 23% o risco de insuficiência cardíaca, em relação aos que não ingeriam chocolate.

De acordo com Chayakrit Krittanawong, autor principal do estudo, diz que os flavonoides - nutrientes facilmente encontrados em diversos alimentos de origem vegetal - presentes no chocolate são benéficos para a saúde, já que estão associados à redução das inflamações e ao aumento do colesterol bom.

Segundo o investigador, o consumo de flavonoides também pode ajudar a aumentar os níveis de óxido nítrico no corpo, aumentando o fluxo sanguíneo e, consequentemente, melhorando a circulação.

"Diria que o consumo moderado de chocolate amargo é bom para a saúde", afirma o pesquisador. Mas é importante ficar mesmo por estas quantidades, já que a pesquisa mostrou, também, que comer chocolate em excesso pode levar a um aumento de 17% do risco de insuficiência cardíaca.

Os investigadores dizem que são necessárias, no futuro, mais pesquisas para perceber melhor a relação entre a ingestão de chocolate e a saúde do coração e todos os benefícios e contrapartidas que o seu consumo pode ter.