Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Os rapazes também devem vacinar-se contra o HPV

VISÃO Saúde

MediaforMedical/May

Comissão de Vacinas da Sociedade de Infeciologia Pediátrica e da Sociedade Portuguesa de Pediatria recomenda imunidade

Catarina Guerreiro

Catarina Guerreiro

Editora Executiva

Os adolescentes do sexo masculino também devem ser vacinados contra o Papiloma vírus humano (HPV) A recomendação é da Comissão de Vacinas da Sociedade de Infeciologia Pediátrica e da Sociedade Portuguesa de Pediatria que está neste momento a analisar as vacinas não incluídas no Programa Nacional de Vacinação. E quanto ao HPV nos adolescentes do sexo masculino os especialistas daquela comissão dizem não ter duvidas de que lhe deve ser individualmente administrada a vacina Gardasil® 9, como forma de prevenir as lesões associadas ao HPV. A recomendação vem publicada na Acta Pediátrica Portuguesa de abril/junho de 2018, onde é explicado que a carga da doença por HPV é relevante no género masculino. Segundo o documento, “ os homens encontram-se em risco de desenvolver condilomas genitais, cancros do ânus, do pénis, da cabeça e pescoço e neoplasias intraepiteliais do pénis e ânus."

Além disso, notam os peritos há ainda outras razões. Por um lado, “não existe rastreio implementado para a prevenção de cancro associado ao HPV no género masculino”. Por outro e tendo em conta a globalização mundial “há atualmente o risco de serem contaminados “por contacto sexual com raparigas de zonas de baixa cobertura vacinal ou onde a vacina não é utilizada”. A somar a estes argumentos, a comissão lembra que os homens que têm sexo com homens não beneficiam, de forma significativa, de uma vacina incluída no Plano Nacional de Vacinação que é dirigida apenas ao género feminino. Por isso, defendem, a vacina que segundo sublinham demonstrou imunogenicidade, eficácia e segurança. A vacina Gardasil® protege contra os nove tipos de HPV (6, 11, 16, 18, 31, 33, 45, 52, 58). Por razões de ordem de saúde pública e ética, acrescentam aanda os peritos, 16 países, incluindo os EUA, Canadá, Austrália, Áustria, Itália, já emitiram recomendações oficiais para a vacinação universal contra HPV . Isto é, de jovens do sexo feminino e também masculino.