Visão Mais

Siga-nos nas redes

Perfil

Quer que as pessoas, no seu local de trabalho, tenham confiança em si? Então, tenha atenção às 7 seguintes situações

Visão Mais

Oli Scarff/ Getty Images

Às vezes, sem nos apercebermos, os nossos colegas de trabalho sentem que não somos de confiança. Vários investigadores têm estudado e tentado explicar este fenómeno e chegaram a algumas das atitudes mais comuns que podem fazer com que isso aconteça

Um bom ambiente no local de trabalho é crucial para que haja vontade de ir trabalhar e disso faz parte sentirmos que os outros têm confiança em nós.

Um sorriso tímido, uma resposta que mostre alguma insegurança ou a incoerência no que dizemos em relação ao que fazemos podem ditar rapidamente a opinião (negativa) que os nossos colegas têm em relação a nós. Tome nota desta lista de situações a ter em atenção.

A diferença entre o dizer e o fazer

Para os autores do livro Spark: How to Lead Yourself and Others to Great Success, empresários, consultores de empresas e veteranos militares Angie Morgan, Courtney Lynch e Sean Lynch, o espaço que divide o dizer e o fazer é cada vez maior e faz com que desconfiem de nós. Se nos comprometemos a fazer alguma coisa, temos de a cumprir.

Clareza nas nossas expectativas em relação aos outros

É também importante ser claro quando pedimos algo aos nossos colegas, pois demonstra que confiamos neles para o fazer. Mas os autores do livro alertam para que não se confunda o “dizer para fazer” do “dizer como fazer”.

O chamado “Sorriso Amarelo”

O estudo Trust me: multimodal signals of trustworthiness revela que muitas vezes somos mal interpretados pelas expressões faciais que fazemos. Um sorriso contido por vergonha pode ser entendido como um sorriso falso, por exemplo.

Pensar também nos outros e não só em nós

Não devemos só tratar os outros como gostamos de ser tratados, apesar de ser algo que nos ensinam desde crianças. Devemos tentar sempre perceber como é que os outros gostam de ser tratados, pois assim será muito mais fácil ganhar a sua confiança. Quem o diz é Robin Dreeke na conferência How To Built Trust With Anyone.

Trabalhar é mais importante do que impressionar o chefe

Todos nós temos um colega que passa mais tempo no gabinete do chefe do que a trabalhar. Estas situações criam sempre um clima de desconfiança para com os outros colegas de equipa, segundo Vip Sandhir, CEO e fundador da plataforma HighGround, em declarações ao Business Insider.

Linguagem duvidosa

“Acho que”, “não prometo nada”, “vou tentar” são algumas das expressões que não devemos utilizar em conversa com os nossos superiores. Isto é o que Lynn Taylor, especialista em locais e ambientes de trabalho, considera um a “wishy-washy language” (linguagem descuidada).

Deixar os outros entrar no nosso espaço

Não é para dar logo a conhecer a nossa vida toda… apenas ter abertura para conversas que não sejam só sobre trabalho. As pessoas ficam mais à vontade umas com as outras e podem mesmo vir a ser amigas, segundo Heidi Grant Halvorson, professor na Universidade de Columbia e autor do livro No One Understands You And What To Do About It.