Visão Mais

Siga-nos nas redes

Perfil

Vinho tinto pode ajudar a proteger a saúde dos seus dentes

Visão Mais

D.R.

Cientistas espanhóis revelam (mais um) benefício do vinho tinto

A nova investigação publicada pela revista Journal of Agricultural and Food Chemistry, e que parte do princípio que a procura de elementos naturais para o cuidado da higiene oral está a aumentar, revela que os polifenóis, substâncias antioxidantes encontradas em alimentos como as uvas, podem beneficiar a saúde oral. Ao analisar os efeitos do polifenol, os pesquisadores espanhóis observaram que uma das suas funções é o combate às bactérias que provocam a cárie e causam danos às gengivas.

Entre os principais efeitos dos polifenóis está a ação antimicrobiana e anti-inflamatória. Por meio de testes realizados em laboratório, os cientistas descobriram que esta substância reage mais efetivamente quando combinada com uma bactéria chamada streptococcus dentisani, um probiótico (microrganismo vivo que melhora a saúde geral do hospedeiro).

Na experiência, os polifenóis ácido cafeico e o p-coumárico presentes em dois tipos de vinho tinto comerciais foram testados com modelos de tecido gengival. "Testamos concentrações que, normalmente, são encontradas no vinho, 50 a 10 microgramas por mililitro", explica a autora principal do estudo, Victoria Moreno-Arribas, que adianta que a experiência permitiu comprovar o efeito protetor destes dois polifenóis.

Combinados com o probiótico streptococcus dentisani, os polifenóise apresentaram um desempenho ainda melhor no combate às bactérias nocivas para os dentes. A descoberta, de acordo com a equipa, poderá ajudar na criação de produtos de higiene oral mais eficazes.