Visão Mais

Siga-nos nas redes

Perfil

Dietas detox: Como desintoxicar com responsabilidade

Depois de um jantar com amigos em que comeu demais ou de um evento festivo onde abusou do sal e das gorduras, chega a altura de eliminar os excessos do organismo... mas, sabe exatamente o que deve fazer?

As dietas detox, ou de desintoxicação, têm estado na moda porque ajudam a excluir os produtos tóxicos do organismo de uma maneira, alegadamente, saudável. “O objetivo é potenciar os processos fisiológicos de eliminação desses produtos ao organismo”, esclarece Ana Bravo, nutricionista na clínica Saudarte, no Porto, e criadora do blogue Nutrição com Coração.

“Na verdade, a dita «limpeza do organismo» faz-se naturalmente, ao longo do tempo, adquirindo hábitos alimentares saudáveis, sem excessos e compensações”, sublinha. Isto porque não devemos restringir a nossa rotina alimentar a este género de dietas durante um longo período de tempo.

Sabe-se que este tipo de regime ajuda a emagrecer, já que tem um valor calórico muito baixo. Contudo, é necessário saber como o praticar. Uma dieta detox não consegue “desintoxicar” o organismo em apenas um dia, mas é importante procurar alimentos não processados, isto é, no seu estado natural. Durante este processo, a aposta deve ser nos alimentos ricos em vitaminas, minerais, antioxidantes e fibras.

Com a sua ingestão, a flora intestinal é restabelecida mais rapidamente e a eliminação de produtos através dos rins é mais eficaz, ajudando o fígado no seu funcionamento.

Para conseguir seguir uma dieta detox completa, os três alimentos que não podem faltar são a água, as hortícolas e a fruta. A nutricionista Ana Bravo faz uma lista ainda mais completa do que não pode faltar numa dieta de limpeza do organismo, dada a sua “riqueza nutricional”. Alguns exemplos são a maçã, o ananás e o abacate, quando se refere a frutas frescas. No que diz respeito às hortícolas, os principais alimentos devem ser, por exemplo, o espinafre, o agrião, brócolos e repolho. Os legumes que vão ajudar nesta “desintoxicação” são a beterraba, o alho, a cebola, o gengibre, as cenouras e o funcho.

A salsa, o açafrão, os coentros e o manjericão podem ser utilizados enquanto especiarias. Nozes, Castanha do Brasil, sementes de linhaça e apenas iogurtes magros são outros alimentos que não devem ser esquecidos durante o processo.

É essencial perceber que não deve seguir este regime durante mais do que uma semana, já que se torna limitativo do ponto de vista nutricional: as gorduras e os hidratos de carbono também são necessários para o fornecimento de energia, bem como os alimentos proteicos. Assim, depois da dieta detox, é importante fazer um plano completo e equilibrado.