Visão Mais

Siga-nos nas redes

Perfil

Homens com parceiras obesas têm um maior risco de desenvolver diabetes, indica estudo

Visão Mais

PHILIPPE HUGUEN

Já as mulheres numa relação com homens obesos não correm riscos adicionais. Os investigadores acreditam que a culpa é dos maus hábitos alimentares que elas passam para eles e da falta de exercício físico

É apologista de uma vida saudável, mas tem uma parceira com excesso de peso? Cuidado: a sua saúde pode estar em causa. De acordo com um novo estudo, homens cujas mulheres sofrem de obesidade são mais propensos a desenvolver diabetes tipo 2 a longo prazo. Já as mulheres numa relação com homens obesos não correm um risco adicional de vir a desenvolver a doença.

Os resultados da investigação foram apresentados no 53.º Encontro Anual da Associação Europeia para o Estudo da Diabetes, que decorreu ao longo desta semana em Lisboa, no Parque das Nações. Conduzido por uma equipa de investigadores da Universidade de Aarhus na Dinamarca, liderada por Adam Hulman, o estudo teve como principal objetivo analisar a relação da diabetes e da obesidade com o risco de os parceiros desenvolverem diabetes tipo 2, em pessoas com mais de 50 anos.

Os investigadores avaliaram 3650 homens e 3478 mulheres, desde 1998. Os participantes foram entrevistados a cada dois anos e meio, até 2015, e a incidência de diabetes tipo 2 foi identificada por auto relato ou através de exames médicos. Os investigadores descobriram que o peso da mulher, no início do estudo, era preditivo das possibilidades do homem vir a desenvolver diabetes tipo 2, independentemente do próprio peso. Por cada subida de cinco valores no Índice de Massa Corporal da mulher, o homem tem 21% mais probabilidade de vir a desenvolver diabetes tipo 2, independentemente do próprio peso. Por outro lado, as mulheres cujos parceiros são obesos não registaram maior propensão para ter a doença.

“Ter uma mulher obesa aumenta o risco do homem vir a desenvolver diabetes além do efeito do seu próprio nível de obesidade, enquanto, entre as mulheres, ter um marido obeso não fornece nenhum risco adicional de diabetes além do seu próprio nível de obesidade. Reconhecer o risco compartilhado entre os cônjuges pode melhorar a deteção da diabetes e motivar os casais a aumentar os esforços colaborativos para comer de forma mais saudável e aumentar os seus níveis de atividade”, disse Adam Hulman.

Os investigadores acreditam que o estilo de vida compartilhado, como a má alimentação e a falta de exercício físico, são as razões para o aumento do risco de desenvolver diabetes nos homens cujas mulheres são obesas.