Visão Mais

Siga-nos nas redes

Perfil

Acha que tem força mental? Então nunca faz nenhuma destas 13 coisas, pois não?

Visão Mais

Getty Images

Do best seller "13 Coisas que as Pessoas Mentalmente Fortes Não Fazem", de uma psicoterapeuta e especialista em força mental, outros tantos pontos para auto-análise

"Controlar pensamentos, comportamentos e emoções". É assim que Amy Morin, a autora do livro, traduzido em 25 línguas (incluindo o português), garante que é possível conquistar força mental. E estas são, segundo Morin, as 13 coisas que as pessoas mentalmente fortes não fazem:

1 - Sentir pena de si próprias

"Ter pena de si próprio é autodestrutivo" e impede-nos de "viver uma vida preenchida". É um desperdício de tempo, cria emoções negativas e prejudica as relações, resume a autora. A alternativa: trocar a auto-piedade pela gratidão.

2 - Abdicar do seu poder

É preciso estabelecer limites, defende Amy, que usa a popular apresentadora Oprah Winfrey como exemplo de saber manter o seu poder: depois de crescer forçada a lidar com pobreza e abusos sexuais, Oprah "escolheu definir o que ia ser na vida, não abrindo mão do seu poder". O sucesso e o valor próprio passam a ser definidos por outras pessoas, se forem elas a controlar as nossas ações.

3 - Fugir da mudança

Morim descreve as cinco etapas da mudança - Pré-contemplação, contemplação, preparação, ação e manutenção - e alerta que, embora mudar possa ser assustador, é uma forma de crescimento.

4 - Focar-se em coisas que não podem controlar

"Dá uma sensação de segurança ter tudo sob controlo, mas pensar que temos sempre o poder de controlar as coisas pode ser problemático", escreve, adiantando que tentar controlar tudo é, provavelmente, uma resposta à ansiedade. "Em vez de se focar em lidar com a sua ansiedade, tenta controlar o ambiente. Tirar o foco das coisas que não pode controlar pode gerar felicidade, menos stress, melhores relações, novas oportunidades e mais sucesso."

5 - Preocupar-se em tentar agradar a toda a gente

Muitas vezes julgamo-nos através do que as outras pessoas pensam de nós, o que é precisamente o contrário de ter força mental: É um desperdício de tempo, as pessoas que o fazem são facilmente manipuláveis, os outros têm direito a sentir-se zangados ou desilulidos e, finalmente, concluiu Morin, não adianta porque não se pode agradar a toda a gente. Abandonar esta postura mental ajuda à força e à autoconfiança.

6 - Ter medo de correr riscos calculados

A especialista acredita que, muitas vezes, as pessoas têm medo de correr riscos (financeiros, físicos, emocionais ou sociais) por "falta de conhecimento sobre como calcular o risco, o que aumenta o medo". Para analisar um risco, são estas as perguntas sugeridas:

- Quais são os custos potenciais?
- Quais são os benefícios potenciais?
- Como é que isto me ajuda a atingir o meu objetivo?
- Há alternativas?
- Como seria se a melhor das hipóteses se tornasse realidade?
- Qual é a pior coisa que pode acontecer e como posso reduzir o risco de isso acontecer?
- Como seria se a pior das hipóteses se tornasse realidade?
- Que importância terá esta decisão daqui a cinco anos?

7 - Fixar-se no passado

O passado ficou lá atrás e não há maneira de alterar o que já aconteceu. "Fixar-se no passado pode ser autodestrutivo, impedindo-o de aproveitar o presente e planear o futuro", defende Morin. E não só não resolve nada, como pode levar à depressão.

8 - Repetir os mesmos erros

A psicoterapeuta considera que é importante refletir para perceber o que correu mal, o que poderia ter sido feito de outra maneira e o que pode fazer-se diferente na próxima vez. As pessoas mentalmente fortes aceitam a responsabilidade pelos seus erros e fazem um plano para evitar cair nos mesmos erros de aí em diante.

9 - Ressentir-se com o sucesso dos outros

Focar-se no sucesso de outra pessoa não ajuda em nada ao próprio sucesso e ainda distrai do que caminho que poderia conduzir a ele.

10 - Não desistem ao primeiro falhanço

O sucesso não é imediato e o falhar é quase sempre um obstáculo que surge. "Veja-se, por exemplo, Theodor Giesel, conhecido como Dr. Seuss, cujo primeiro livro foi rejeitado por mais de 20 editoras", lembra Morin. Pensar que o falhar é inaceitável ou que significa que não se é bom o suficiente não reflete força mental, sublinha.

11 - Ter medo de estar sozinhas

"Arranjar tempo para estar a sós com os seus pensamentos pode ser uma experiência poderosa e instrumental para o ajudar a atingir os seus objetivos". A solidão pode ajudar a aumentar a produtividade e a criatividade, acredita.

12 - Sentir que o mundo lhes deve alguma coisa

É fácil zangarmo-nos com o mundo, mas a verdade é que ninguém tem "direito" ao sucesso. "Conquista-se".

13 - Esperar resultados imediatos

"A vontade de desenvolver expectativas realistas e compreender que o sucesso não acontece para noite para o dia é essencial se quer alcançar o seu potencial pleno", avisa Morin. As pessoas mentalmente fracas são, muitas vezes, impacientes, sobrestimam as suas próprias capacidades e esperam resultados imediatos.