Visão Mais

Siga-nos nas redes

Perfil

Como acabar (de vez) com os pontos negros, segundo uma especialista

Visão Mais

Espremer ou não espremer, usar cosméticos ou produtos naturais. Como lidar com os indesejáveis pontos negros pode ser um dilema, mas uma especialista americana tem vários conselhos

Desde truques caseiros, dicas de cosméticos a sugestões de alimentos milagrosos, a maioria dos artigos – principalmente disponíveis online – que se propõem revelar como acabar de vez com os pontos negros não vêm acompanhados de uma explicação sobre as causas deste problema de pele. Mas para a dermatologista norte-americana Sandra Lee, conhecida como "Pimple Popper" ("espremedora de borbulhas") é essencial entender o que causa os pequenos pontos negros para chegar à melhor forma de os eliminar.

Ao contrário do que é comum pensar, os pontos negros não são sinónimo de impurezas: resultam de uma mistura da oleosidade da pele com células mortas que se instalam nos poros. À medida que atinge a superfície da pele e entra em contacto com o ar, esta mistura começa a oxidar – o que provoca a cor negra.

A primeira questão que se coloca é: espremer ou não espremer? Embora não existam provas que indiquem que é errado fazê-lo, espremer pontos negros apenas irá removê-los temporariamente e rapidamente reaparecerão, a menos que sejam adotadas rotinas de cuidados de pele.

Fazer esfoliações regulares é importante para remover as células mortas da pele. O ideal seria esfoliar a pele uma vez por semana, como complemento a uma hidratação diária e adequada ao tipo de pele. Segundo Popper, este é o elemento chave para combater os pontos negros.

Mas se as rotinas de cuidados de pele não forem suficientes para a erradicação total, Popper indica o ácido salicílico como uma das melhores opções para a remoção de pontos negros. Este ácido está disponível em diversos produtos de cosmética, no entanto a especialista adverte para o facto de muitos produtos serem compostos por concentrações químicas de ordem variada, o que requer atenção aos tipos de pele.

Popper é seguida por milhões de pessoas na Internet, nomeadamente no YouTube, onde tem um canal com mais de 2 milhões de subscritores, que descreve como “uma porta para o seu mundo enquanto dermatologista”.