Visão Mais

Siga-nos nas redes

Perfil

Farelo de arroz: O "novo" superalimento

Visão Mais

DR

Um novo estudo revela que as cascas retiradas durante o processamento do arroz são altamente nutritivas e podem mesmo ser um superalimento

O farelo de arroz é o revestimento do grão de arroz e muitas vezes é removido durante o processamento para ser utilizado na alimentação animal. Mas um estudo recente veio realçar capacidades nutritivas desse revestimento, rico em proteínas, gorduras, minerais e vitaminas.

A investigação, realizada pela Universidade Estadual do Colorado, nos EUA, analisou os compostos bioativos da substância e os resultados sugerem que o farelo de arroz pode ser um novo superalimento. A sua constituição, rica em vitaminas – como a tiamina, niacina e vitamina B6 – desempenha um papel essencial como fonte de energia, na saúde cardiovascular e na prevenção de doenças de saúde mental, como a depressão.

Leia também:

- É isto que acontece ao nosso corpo quando deixamos de comer grãos. E não é mau

- Cuidado com as sobras de arroz. Podem ser perigosas para a saúde

“Uma única porção de farelo de arroz (28 gramas) oferece mais de metade das necessidades diárias de vitaminas importantes”, revela Elizabeth Ryan, principal autora do estudo. A pesquisa conclui ainda que as substâncias encontradas no farelo de arroz possuem propriedades anti-inflamatórias, antimicrobianas e anti-hipertensivas.

Algumas empresas já estão a comercializar o farelo de arroz como alternativa ao farelo de trigo ou de aveia. Mas se a questão é como introduzir este superalimento na alimentação diária, os investigadores sugerem que seja utilizado na confeção de pão, bolos ou batidos.