Visão Mais

Siga-nos nas redes

Perfil

Estatinas: Para o colesterol, sim. Para o coração, também

Visão Mais

  • 333

BEN STANSALL/ Getty Images

Um novo estudo veio confirmar os efeitos das estatinas no coração. Estes fármacos, vulgarmente receitados para o tratamento de colesterol, também melhoram a estrutura e função cardíacas

Uma nova pesquisa da Queen Mary University of London, no Reino Unido, veio reforçar o que estudos anteriores já tinham descoberto sobre os benefícios de tomar estatinas: Não só estabilizam os níveis de colesterol como podem melhorar problemas cardíacos.

Os resultados, apresentados na semana passada na conferência EuroCMR 2017, na República Checa, sugerem que estes medicamentos podem reduzir o stress oxidativo e, portanto, diminuir a velocidade de envelhecimento do coração, ao mesmo tempo que aumenta o fluxo sanguíneo que ajudar a reparar danos e diminuir os níveis de stress.

Através de ressonância magnética, os investigadores analisaram o desempenho cardíaco de mais de 4 mil britânicos, na faixa etária dos 60 anos, 17% dos quais tomavam estatinas. Este grupo mostrou ter um coração mais saudável e capaz de bombear o sangue de forma mais eficaz.

As pessoas que tomavam estatinas revelaram ser menos propensas a ter o músculo do coração mais denso e de maiores dimensões, indicadores importantes da probabilidade de ter ataques cardíacos, insuficiência cardíaca ou acidentes vasculares cerebrais. "Tomar estatinas parece reverter os efeitos negativos no coração, o que, por sua vez, pode reduzir o risco de resultados adversos”, explica explica Nay Aung, principal autor do estudo.

Os investigadores sublinham que os participantes no estudo que tomavam estatinas já corriam maior risco de desenvolver problemas cardíacos e que, ainda assim, os resultados mostraram alterações positivas a nível do funcionamento do coração, em comparação com o grupo de pessoas que não tomaram.