Visão Mais

Siga-nos nas redes

Perfil

Se quer que a dieta resulte, é melhor começar a comer sozinho

Visão Mais

"Amigos, amigos, refeições à parte", este poderá ser o futuro lema relacionado com regimes alimentares. Uma pesquisa recente veio confirmar que a quantidade do que comemos pode ser influenciada por quem estamos acompanhados. Será melhor deixar os afetos de parte na hora das refeições?

Seja em família ou com amigos, disfrutar de uma mesa cheia pode ser dos maiores prazeres da vida. Mas diversos estudos têm indicado que o que comemos pode ser influenciado por quem estamos acompanhados e, muitas vezes, não é bom sinal.

A pesquisa mais recente, apresentada a semana passada pela American Heart Association, descobriu que existem mais 60% de probabilidades de quebrar um regime de dieta ao fazer refeições acompanhado. O estudo analisou 150 pessoas que durante um ano tentaram perder ou manter peso. Através de uma aplicação que dizia o que os participantes comiam e onde realizavam as refeições, os investigadores concluíram que os resultados foram melhores quando os participantes comiam sozinhos.

O carro foi considerado o local que oferece menos "perigo" na hora de comer, com apenas 30% de probabilidade de comer em excesso. Já o local de trabalho, representa 40% de probabilidades de cometer um lapso na dieta (a culpa pode ser daquele bolo de aniversário que o colega trouxe para festejar).

Um outro estudo de 1989, realizado pelo psicólogo John de Castro, analisava 63 adultos e concluia que o tamanho das refeições podia aumentar até 44% na companhia de outras pessoas e que continham mais carboidratos, gorduras, proteínas e outro tipo de calorias.

Cinco anos mais tarde, Castro realizou uma outra pesquisa que também revelou que fazer refeições com amigos ou familiares faz-nos comer mais – a razão pode estar na descontração e desinibição que temos nesses momentos.

Todos os estudos apontam na mesma direção: não somos bons em auto regulação do que comemos, principalmente na presença de outras pessoas. Para contornar isso, devemos planear melhor as refeições e concentrarmo-nos mais nos alimentos que estamos a ingerir. No caso de comer fora, devemos consultar as ementas com antecedência.