Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

A minha terra

+ Temas

  • 333

O leitor da VISÃO Júnior, Diogo Serafim, 12 anos, levou-nos a passear em Sousel. Uma vila do distrito de Portalegre 

Sousel é uma vila do distrito de Portalegre, no Alentejo, a 17 km da cidade de Estremoz. Tem cerca de 5 mil habitantes. O rei D. Afonso III foi o primeiro a fazer referência a uma terra chamada Reguengos de Sousel, em 1258!

A vila da liberdade 'Gosto muito de viver em Sousel porque aqui conheço quase toda a gente e posso brincar na rua à vontade'. A energia de Diogo Serafim, 11 anos, parece inesgotável. Principalmente quando começa a enumerar todas as suas atividades: é infante dos bombeiros, pratica natação, futebol, e toca clarim e viola. Ah! E ainda tem tempo para estudar. 

Diogo está no 6.º ano na Escola Básica Padre Joaquim Maria Fernandes, em Sousel. "Uma das grandes vantagens de viver aqui é que tudo é perto. Por isso, costumo ir a pé para a escola, e se o menu da cantina não me agradar, posso ir almoçar com a minha mãe."

Fotos:Adriana Morais

Quando chega a casa depois das aulas, Diogo começa por lanchar e fazer os trabalhos de casa. Para onde quer que vá a seguir, gosta de levar uma bola de futebol. Tem treinos duas vezes por semana e jogos ao sábado, mas também costuma praticar com a irmã Diana, de 4 anos, no Jardim da Biblioteca. "Às vezes ela até me ganha!", exclama, surpreendido. 

O quartel dos bombeiros é um dos locais que visita regularmente. Começou por tocar clarim na Fanfarra, mas depois de ouvir as aventuras dos companheiros de banda também decidiu experimentar ser bombeiro. Agora, tem formação aos domingos, duas vezes por mês.

Entusiasmado, conta que já participou em exercícios de salvamento noturnos, e até na piscina. "Não foi difícil. Já estou habituado aos mergulhos na natação", explica.

Para descontrair, toca viola. O primo Luís é músico e dá- lhe umas lições. Quando crescer, quer ser piloto da Força Aérea. Talvez seja por isso que gosta tanto de lançar o papagaio na serra de São Miguel. É nesse sítio que se realiza a festa da vila, na segunda-feira após o Domingo de Páscoa, junto à Igreja de Nossa Senhora da Graça e à Praça de Touros Pedro Louceiro, uma das mais antigas da Península Ibérica. Diogo está ansioso pela próxima festa: "Lanchamos todos juntos e depois vamos ver a tourada.

É muito divertido!"