Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

WWF pede ajuda para salvar Elefantes africanos

Notícias

D.R.

Dados os últimos números de abates de elefantes em terras africanas, incentivadas pela crescente procura de presas de marfim, a associação ambientalista WWF lançou uma petição para proibir todo o comércio de marfim na Tailândia 

WWF

Frederick J. Weyerhaeuser / WWF-Canon

Na Tailândia os elefantes são referenciados como sagrados. Há um ditado que diz que não haveria Tailândia sem o elefante. Mas este país é também o maior mercado de marfim sem leis do mundo. Embora seja proibido vender marfim de elefantes africanos, na Tailândia, o marfim pode ser vendido legalmente. Como resultado, grandes quantidades de marfim Africano ilegal está a ser lavado através de lojas tailandesas.

A caça ilegal aos elefantes tem sido impulsionada pela procura de esculturas de marfim e bugigangas com destino à Ásia, onde muitos consumidores pensam que os "dentes de elefante" simplesmente caiem e voltam a crescer, sem ferir o animal. A verdade é que o marfim só se consegue através de elefantes mortos. Como consequência todos os dias nas savanas e florestas africanas, elefantes são abatidos pelas suas presas de marfim.

Por todo o continente, dezenas de milhares destes majestosos animais, são abatidos a cada ano. Em muitos locais, a espécie já foi caçada até a extinção.

A petição encontra-se disponível em: http://www.wwf.pt/o_que_fazemos/campanhas_para_ajudar_wwf_no_mundo2/