Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

Sismo e tsunami no Japão

Notícias

O sismo de magnitude 8,9 na escala de Richter e o tsunami que se lhe seguiu deixaram um rasto de destruição no Japão

O primeiro sismo, seguido de pelo menos quatro réplicas fortes, foi registado às 14h46 locais (15h46 em Lisboa) da passada sexta-feira, a 179 quilómetros a leste de Sendai, ilha de Honshu, e a 382 quilómetros a nordeste de Tóquio, segundo o Instituto de Geofísica dos Estados Unidos (USGS).

O abalo desencadeou vários tsunamis na Costa do Pacifico. Uma enorme onda, de 10 metros, carregada de lama e detritos, arrastou carros e casas na costa de Sendai, no nordeste do Japão.

O tsunami destruiu ainda o imenso parque da Disneylândia situado na região de Tóquio.

O forte sismo e o tsunami que devastaram o Japão na sexta-feira fizeram milhares de mortos e desaparecidos.

O número de vítimas tem aumentado a cada hora que passa.

O maior problema actualmente no Japão é o risco de um acidente na central nuclear de Fukushima.

O sistema de refrigeração de mais um reator da nuclear provocou explosões nos edifícios de outros dois reatores.

O impacto da explosão terá sido sentido num raio de 40 quilómetros, mas as autoridades japonesas insistem que não terá havido uma fuga significativa de material radioativo.

AS IMAGENS DA ONDA GIGANTE A ARRASAR A COSTA DO JAPÃO: