Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

78 mil querem ir a Marte... e não voltar

Notícias

  • 333

Reuters

As inscrições abriram há apenas duas semanas e já há quase 80 mil candidatos a "emigrar" para Marte em 2022, apesar de empresa responsável pelo projeto deixar claro que quem for... não volta 

A organização Mars One planeia enviar um grupo de pessoas para Marte, em 2022, para estabelecer a primeira colónia humana no Planeta Vermelho. Em duas semanas, o projeto recebeu mais de 78 mil inscrições, que estarão abertas até 31 de agosto.

A Mars One avisa, no entanto, que devido às alterações fisiológicas impostas pela adaptação à vida em Marte, não haverá forma de voltar à Terra.

No seu site, a organização lembra que apesar de um cosmonauta conseguiu voltar a andar depois de 13 meses a bordo da Mir, num ambiente sem gravidade, uma estada prolongada em Marte não permitiria ao corpo humano readaptar-se à gravidade da Terra.

Os candidatos não devem ter quaisquer habilitações específicas, mas sim ter "disposição para construir e manter relações saudáveis, capacidade de refletir sobre si próprio e de confiar nos outros". Os voluntários escolhidos receberão um treino mínimo de oito anos antes de partirem para a longa viagem de sete meses até Marte.

Até agora, estão inscritas pessoas de 120 países (apesar de a grande maioria serem norte-americanos), que tiveram de fazer upload de um vídeo a explicar porque querem ir passar o resto da vida ao inóspito Planeta Vermelho.