Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

Dia Mundial do Gato: 16 factos sobres estes felinos que talvez não conheças

Notícias

anton petukhov

8 de agosto é o Dia Mundial do Gato, um dos animais domésticos mais populares do mundo. Vê algumas curiosidades que reunimos sobre eles

Há quem diga que têm o «nariz empinado»,que só nos ligam quando lhes apetece e que têm a mania de que são os donos da casa. A verdade é que, às vezes, até podem ser assim, mas os gatos são bons companheiros de brincadeira e nós gostamos destes amigos de quatro patas. Aqui ficam algumas curiosidades sobre eles:

1. O gato doméstico, aquele que todos conhecemos e muitos de nós têm em suas casas, descendem de antepassados que viviam no Próximo Oriente e no Antigo Egito

2. No Antigo Egito, os gatos eram considerados criaturas sagradas, verdadeiros deuses, e recebiam muita atenção e respeito por parte dos humanos. Bastet, por exemplo, era uma deusa egípcia, representada com um corpo de mulher e cabeça de gato, e simbolizava a proteção do lar e o amor materno. Nas pirâmides, nas estátuas e em diversos papiros aparecem muitas vezes desenhos destes animais.

3. O vestígio mais antigo de um gato que tenha vivido junto a um ser humano foi encontrado no Chipre, que se situa a sul da Turquia. Os arqueólogos descobriram o esqueleto de um gato com cerca de 9500 anos enterrado junto à sepultura de um ser humano.

4. Hoje, estes felinos são dos animais domésticos mais populares do mundo. Nos Estados Unidos da América, por exemplo, existem cerca de 74 milhões de gatos a viver confortavelmente na casa dos seus tutores.

5. Não se deve cortar os bigodes dos gatos pois, para além de serem órgãos muito sensíveis, funcionam como «radares». Ajudam-nos a perceber o tamanho e a distância a que se encontram os objetos, permitindo-lhes dar aqueles saltos espetaculares dignos de acrobatas a que nos habituaram. Além disso, também os ajudam a orientar-se no escuro.

Susan Schmitz

6. Os gatos não caem sempre de pé…. Mas quase. Acontece que, por instinto, ao caírem de uma janela, por exemplo, conseguem perceber onde está o chão. E, se tiverem tempo suficiente, rodam o corpo de forma a caírem «de pé».

7. Ainda durante uma queda: antes de atingirem o chão, esticam o corpo e relaxam os músculos, formando uma espécie de paraquedas, que diminui a velocidade da queda.

8. Há cerca de 30 anos, um gato nova-iorquino caiu de uma altura de 32 andares e só partiu um dente!

9. Estes felinos têm uma paixão por caixas de cartão. Sentem-se confortáveis nesses «esconderijos» porque lhes fazem lembrar os abrigos, como pequenas grutas ou tocas, onde os seus antepassados se escondiam quando eram selvagens.

Irina Kozhemyakina

10. A tua impressão digital é única, certo? Nos gatos, é o nariz!

11. Sabes quando os gatos se encostam a ti e começam a «amassar-te» com as patas? Trata-se de um reflexo que desenvolvem quando são bebés e estão a mamar, para ajudar o leite da mãe a sair.

12. Já pensaste oferecer uma goma ao teu gato só para lhe fazer um miminho? Esquece: eles não distinguem o sabor doce, por isso, não iam apreciar. Além de que o açúcar lhes faz muito mal! Há, no entanto, quem diga que adoram azeitonas.

13. A maioria dos gatos é intolerante à lactose. Partilhar com ele a tua caneca de leite é má ideia…

14. Depois de fazerem chichi ou cocó na caixa de areia, passam algum tempo às voltas, não é? O objetivo é confundir possíveis predadores que cheirem as suas fezes. Hoje, domesticados, isto não faz sentido, mas é um instinto que se mantém.

15. Os gatos não ronronam só quando estão felizes, mas também quando têm medo ou estão stressados.

16. Os gatos passam 70% da sua vida a dormir; nós, humanos, ficamos pelos 30%.