Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

12 coisas que adoramos nos avós!

Notícias

26 de julho é Dia dos Avós. Se tens os teus perto de ti, então, és um sortudo. Nós gostámos tanto dos nossos, que decidimos fazer uma lista daquilo que os torna tão especiais

Não é fácil dizer por que gostamos tanto dos nossos avós, afinal, eles são mesmo especiais. Ainda assim, fizemos uma lista com uma dúzia de boas razões para lhes dar um abraço neste dia

1. Quando nos veem, fazem sempre um grande sorriso e parecem mesmo felizes por nos verem

2. Chamam-nos nomes carinhosos, como «meu querido», «meu doce» e, apesar de sermos seus netos, «meu filho». Tem piada, não tem?

3. Quando fazemos disparates, ralham connosco, mas raramente nos põem de castigo – ao contrário dos pais, que parece que andaram numa escola especial para aprender a dar castigos

4. As avós fazem comidas deliciosas, mas quando não são do nosso agrado (e se pedirmos com jeitinho), elas não se importam de fazer outro prato, como bife com batata frita ou ovos estrelado, por exemplo

5. Não são tão apressados como os pais, que parecem ter sempre mil e uma coisas para fazer e adoram dizer «Vá, despacha-te!»

6. Quando vamos às compras com eles, conseguimos sempre convencê-los a oferecer-nos guloseimas e não vêm cá com aquela conversa sobre o açúcar e os dentes

7. Contam-nos histórias engraçadas sobre o tempo em que eram crianças – era uma época mesmo esquisita, sem computadores, telemóveis ou televisão por cabo…

8. Ao contrário de nós, podem dar raspanetes aos nossos pais!

9. Usam expressões e palavras engraçadas como «Venham de lá esses ossos!» e «barrela» e sabem muitos ditados populares e adivinhas. Por exemplo: «Qual é a coisa qual é ela que tem dentes e não come?»

10. Contam-nos disparates que os nossos pais faziam quando tinham a nossa idade (já percebeste que os pais gostam de nos fazer crer que eram uns «santinhos» em criança, certo?)

11. Os avós sabem muito sobre muitos assuntos – como eletricidade e trabalhos manuais, por exemplo –, e têm paciência para nos ensinar

12. Não sabemos se é de propósito, mas parece que têm sempre as nossas bolachas preferidas no armário da cozinha

Notas de «tradução»: «Venham de lá esses ossos» significa «dá cá um abraço»; «barrela» usava-se para dizer um grande banho ou uma grande esfregadela; a «coisa» é o pente