Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

Semana Mundial do Espaço

Notícias

  • 333

Como se vive no espaço? Os astronautas são uma espécie de super-heróis. Mas também precisam de comer, dormir, ir à casa de banho e divertir-se

© NASA NASA / Reuters

Desde o ano 2000 que há um sítio no Espaço onde está sempre alguém, humano. Este local é a Estação Espacial Internacional e tem sido muito importante para a ciência. Lá em cima, a pouco mais de 400 quilómetros da Terra, é possível fazer experiências sem gravidade (aquela força que a Terra faz e que nos puxa para baixo) e ver como é que o corpo humano reage ao ambiente espacial. Desta forma, vai sendo preparada a conquista de outros planetas e também se desenvolve tecnologia e produtos médicos que podem ajudar à vida na Terra. Normalmente, os astronautas passam seis meses na Estação alguns chegam a lá estar um ano. Durante este tempo, vão fazendo experiências, exercício físico, cuidando da nave e matando as saudades da família em telefonemas feitos via-satélite (a astronauta francesa, Claudine Haigneré, contou-me que uma vez ligou para casa, quando estava no Espaço, e quis falar com a sua filha de quatro anos, mas ela não atendeu, porque "estava a brincar") . Também estão sempre em contacto com o centro de operações em Terra (uma espécie de torre de controlo), para garantir que está tudo a funcionar dentro do previsto.

No Espaço, os astronautas continuam a ter as necessidades básicas de qualquer pessoa na Terra, mas a falta de gravidade, que deixa tudo a flutuar, obriga a algumas adaptações, como ter tudo preso à nave com velcro para não andar a flutuar. Antes de partirem para o Espaço, os astronautas, que passaram por um muito rigoroso processo de seleção, treinam em Terra todas as operações que terão de executar na Estação. Mas, por mais que treinem, a sensação de ausência de gravidade e a beleza do planeta Terra visto a partir do Espaço são sempre um deslumbramento.

© Handout . / Reuters

Como se dorme?

No Espaço não há a sensação de em cima e em baixo, deitado ou em pé, porque não existe gravidade a "puxar para baixo". E por isso os astronautas podem dormir nas mais variadas posições. O que não convém é que andem a flutuar pela estação, enquanto descansam, por isso enfiam-se num saco-cama, preso às paredes de um pequeno cubículo a que chamam quarto. Os astronautas têm o dia todo planeado e ocupado com várias tarefas e só há oito horas dedicadas ao descanso. O que quer dizer que, muitas vezes, eles acabam por dormir apenas seis, gastando as outras duas horas a ler, a ver filmes ou simplesmente a olhar para a bela paisagem que se vê das janelas.

O que comem?

Hoje em dia, a comida no Espaço é praticamente igual à que se come em Terra. No início das viagens espaciais, os alimentos iam transformados numa espécie de pasta, dentro de tubos metálicos. Mas com missões cada vez mais longas, seria muito injusto obrigar as pessoas a comer coisas sem grande sabor, por tanto tempo. Antes de partirem, os astronautas escolhem as suas refeições preferidas, dentro de uma lista de mais de cem possibilidades. Podem comer massa, mas pizza não, por exemplo. Às vezes, já lá em cima, é preciso adicionar água à comida porque alguns alimentos vão desidratados (sem água, como as sopas instantâneas ou o leite em pó). A comida vai toda cozinhada da Terra, mas costuma ser aquecida na Estação Espacial. Também há maionese e ketchup à disposição. Mas nada de sal e pimenta porque estes pequenos grãos poderiam flutuar pela nave e contaminar os equipamentos ou entrar pelos olhos e nariz dos astronautas.

Como vão à casa de banho?

Durante a viagem, da Terra até à Estação Espacial, os astronautas usam uma fralda sim, porque não podem despir o fato. Já na Estação há uma casa de banho, apertadinha, porque todo o espaço tem de ser muito bem aproveitado. À sanita estão ligados uns tubos que chupam o chichi e o cocó. O líquido é separado e a água reaproveitada. A parte sólida vai para o lixo.

Como ocupam o dia?

A agenda dos astronautas está completamente preenchida por atividades. É preciso fazer a manutenção da nave, limpá-la, trocar os equipamentos defeituosos (às vezes chegam mesmo a sair da nave para trocar peças que estão no exterior, fazendo um passeio espacial). E, muito importante, fazer as experiências que estão planeadas, como, por exemplo, o estudo do crescimento de plantas no espaço ou a formação das proteínas em ausência de gravidade. Outra tarefa que não pode faltar é o exercício físico. Como não há gravidade no Espaço, o corpo deixa de fazer esforço para andar e levantar pesos, pelo que se vai perdendo massa muscular e óssea. Para compensar, os astronautas fazem duas horas de exercício por dia, em máquinas próprias, inventadas de propósito para isso.

O que vestem?

Dentro da Estação vestem-se com roupas normais. A temperatura e a humidade são mantidas nos valores de conforto (para não terem frio nem calor) e a pressão atmosférica (a força que o ar faz no corpo) é igual à da Terra. Só na viagem, e quando é preciso sair da nave, é que usam fatos especiais.

Como se tratam as doenças?

Há sempre um dos astronautas que recebe treino médico básico. E a Estação está bem equipada com medicamentos e algum equipamento para operações simples.

© NASA NASA / Reuters

A CONQUISTA DO ESPAÇO EM DATAS

Desde sempre que o Homem quer viajar até outros planetas. Eis alguns dos acontecimentos principais nesta viagem

1610 - Galileu inventa o telescópio e observa as crateras da Lua

1969 - Chegada do Homem à Lua

1983 - A nave Pioneer torna-se na primeira a passar a órbita de Neptuno

2000 - Início da ocupação da Estação Espacial Internacional

2015 - Astronautas comem alface que cresceu no espaço

A ESTAÇÃO ESPACIAL INTERNACIONAL......

Tem sempre astronautas, desde o ano 2000.

...Dá uma volta completa à Terra a cada 90 minutos.

...Viaja a 28 mil km/h.

...Está a 400 km da Terra.

...Tem as medidas de um campo de futebol (aproximadamente).

...Foi construída pelas agências espaciais americana (NASA), europeia (ESA), canadiana, russa e japonesa.

...Consegue-se ver da Terra. É um ponto brilhante, que pode confundir-se com a luz de Vénus.