Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

No Dia Mundial da Rádio, preparou-se a campanha de «Miúdos a Votos»

MIÚDOS A VOTOS

Lucilia Monteiro

A Escola Básica de Rates e a Escola Básica de Refojos rumaram à Universidade do Minho, no Dia Mundial da Rádio, para fazer vídeos e podcasts com a ajuda de profissionais

«O dia foi muito fixe: fizemos gravações num estúdio de rádio e escolhemos músicas e barulhos para acrescentarmos à nossa gravação», contou João Ribeiro, 9 anos. O João é um dos alunos da Escola Básica de Rates que esteve no Centro de Estudos Comunicação e Sociedade (CECS) da Universidade do Minho, no Dia Mundial da Rádio, a fazer podcasts e vídeos com professores e investigadores daquele centro.

Às escuras, aprenderam a montar os podcasts num programa especial para montar áudio

Às escuras, aprenderam a montar os podcasts num programa especial para montar áudio

Lucilia Monteiro

Vieram participar no programa «Cientificamente Provável», do Ministério da Educação e, como estavam a desenvolver trabalhos para a iniciativa «Miúdos a Votos», juntaram-se as atividades. «Exploraram os livros e a entrevistaram-se a si próprios, para, em conjunto, perceberem qual o adjetivo que melhor descreve o livro ou como caracterizam as personagens», explicou Sara Pereira, investigadora do CECS e professora do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade do Minho. Depois, em duas salas distintas, gravaram podcasts e vídeos.

Enquanto desenhavam, também eram filmados: tudo serve para se conseguir um vídeo apelativo

Enquanto desenhavam, também eram filmados: tudo serve para se conseguir um vídeo apelativo

Lucilia Monteiro

Redesenharam as capas dos livros, para se perceber que imagem tinham das várias histórias escolhidas para a campanha: «A Maior Flor do Mundo», «Porque é que os Animais não conduzem?» e «O Gigante Egoísta e o Príncipe Feliz», «O Tubarão na Banheira», «O Segredo do Rio» e «A Fada Palavrinha e o Gigante Egoísta».

O livro «O Gigante Egoísta» foi uma boa deixa para se aprender como se pode manipular a imagem com a câmara

O livro «O Gigante Egoísta» foi uma boa deixa para se aprender como se pode manipular a imagem com a câmara

Lucilia Monteiro

Depois, para além de gravarem imagens na rua, falaram em frente à câmara com uma tela chroma key por trás (a tela verde que se vê nas fotografias). Enquanto uns eram os protagonistas do vídeo, outros tomavam conta da luz, outros do som, e alguém preenchia a função de realizador.

Nesta sala gravavam-se imagens que depois iam fazer parte do vídeo de apelo ao voto no livro «A Maior Flor do Mundo»

Nesta sala gravavam-se imagens que depois iam fazer parte do vídeo de apelo ao voto no livro «A Maior Flor do Mundo»

Lucilia Monteiro

Os miúdos que participaram contaram que já tinham gravado vídeos o ano passado, com as professoras. «Aqui foi diferente, porque viemos fazer os vídeos com profissionais», diz Angela Ferreira, 9 anos, também da Escola Básica de Rates. O dia foi muito divertido, todos concordam: «Gostei de fazer tudo, foi tudo espetacular, aprendi coisas que não sabia», remata Luana Trindade, 11 anos, da Escola Básica de Refojos.

A Escola Básica de Rates

A Escola Básica de Rates

Lucilia Monteiro

E os miúdos e as miúdas da Escola Básica de Refojos

E os miúdos e as miúdas da Escola Básica de Refojos

Lucilia Monteiro

Se ficaste curioso, em breve vais poder ver os vídeos e podcasts produzidos pelo CECS no sítio da VISÃO Júnior.