Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

«Miúdos a Votos»: já se faz campanha!

MIÚDOS A VOTOS

Marcos Borga

A campanha eleitoral de «Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes?» começou em escolas por todo o País. Há cartazes pendurados e comícios a acontecer!

Margarida Queirós (texto) Diana Tinoco e Marcos Borga (fotos)

Em Lisboa, a campanha começou bem cedo e de uma forma diferente. Os alunos do 6ºA da Escola Básica dos Olivais convidaram os colegas do 4ºA da Escola Básica Sarah Afonso, do mesmo agrupamento, para virem ouvir falar sobre democracia, eleições, votos e campanhas eleitorais.

O orador foi o vice-presidente da Junta de Freguesia dos Olivais, Duarte Carreira, que também respondeu a perguntas sobre fake-news, manipulação nas redes sociais, populismo e regimes ditatoriais.

Duarte Carreira, vice-presidente da Junta de Freguesia dos Olivais, respondeu às perguntas dos alunos da Escola Básica dos Olivais e da Escola Básica Sarah Afonso

Duarte Carreira, vice-presidente da Junta de Freguesia dos Olivais, respondeu às perguntas dos alunos da Escola Básica dos Olivais e da Escola Básica Sarah Afonso

Diana Tinoco

A ideia foi das professoras Lourdes Martins e Lurdes Grácio, que acharam que fazia sentido explicar aos alunos como funciona «na vida real», para aplicar as mesmas regras a «Miúdos a Votos». E a assistência concorda: «O que foi falado hoje relaciona-se com o projeto porque falamos em democracia, em campanhas eleitorais e em votos. Os «Miúdos a Votos» vão funcionar da mesma forma, em democracia», explicam Andreia Gomes e Matilde Santos, ambas com 11 anos.

Andreia Gomes e Matilde Santos vão fazer campanha pelo livro «O Diário de Um Banana 2»

Andreia Gomes e Matilde Santos vão fazer campanha pelo livro «O Diário de Um Banana 2»

Diana Tinoco

Na Escola Básica José Cardoso Pires, Amadora, a campanha eleitoral também já arrancou. Primeira ação de campanha, logo no primeiro dia: surpreender as outras turmas com a explicação do projeto, depois de no último mês se ter aguçado a curiosidade, colocando palavras e pontos de interrogação nas paredes dos corredores.

Uma provocação deixada pelas paredes da escola: os pontos de interrogação que, antes da campanha, já geravam curiosidade

Uma provocação deixada pelas paredes da escola: os pontos de interrogação que, antes da campanha, já geravam curiosidade

Marcos Borga

No primeiro dia de campanha, foi desvendado o mistério das palavras e dos sinais: era uma forma de anunciar os «Miúdos a Votos». Grupos de alunos do 2.º e 3.º ciclos (do 6º e do 8ºano) visitaram as salas dos colegas para lhes revelarem a que se referia a intervenção nos corredores, e falaram dos seus livros preferidos, informando os colegas de que ainda vão ouvir muito sobre este projeto.

Nesta turma do 8º ano há rivais: «O Cavaleiro da Dinamarca» e o «Harry Potter e a Pedra Filosofal»

Nesta turma do 8º ano há rivais: «O Cavaleiro da Dinamarca» e o «Harry Potter e a Pedra Filosofal»

Marcos Borga

Lê a reportagem sobre a campanha eleitoral na VISÃO Júnior de fevereiro, à venda no dia 7, e vai lendo as notícias sobre as ações nas escolas no sítio da VISÃO Júnior na internet.