Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

O sonho realizado

As aventuras de Júnior&Joana

  • 333

Trabalho dos alunos do 6.º I da Escola Básica de Santa Clara, Guarda, com a professora Ilda Salvado

Júnior, Joana e Gão foram passar o fim-de-semana a casa do avô Tobias.

Quando chegaram, juntaram-se ao avô, que folheava o álbum de recordações. Com um ar nostálgico, apreciava as inúmeras fotografias que tirara quando trabalhava na NASA. Notaram que havia páginas em branco de um sonho que não conseguira realizar: ir a Marte!

Naquele dia, o avô decidiu levá-los ao seu antigo local de trabalho. Para a viagem, a avó preparou pão com queijo da Serra da Estrela.

Quando chegaram, um cheiro a ferro e aço cortados tomou-lhes conta das narinas. De repente, sentiram um calafrio...Gão tinha acabado de entrar numa nave espacial. Os três seguiram-no quando Gão acionou um botão. A nave descolou, fazendo um buraco no teto do armazém.

Passadas umas horas, os quatro viajantes acordaram, pois a força g da nave a descolar fez com que estes perdessem os sentidos. Então o avô dirigiu-se aos seus netos e disse-lhes:

- Preparem-se, pois estamos prestes a viver a maior aventura das nossas vidas: aterrar em MARTE!

Quando amarciaram na superfície rochosa e agreste do planeta vermelho, uma sensação de medo e de espanto invadiu-lhes as mentes incapacitando os músculos e o cérebro de reagir. Seres verdes com pintas amarelas rodeavam-nos falando uma língua estranha. De repente, começaram a falar português e levaram-nos a uma povoação extremamente avançada. Os prédios eram gigantescos, os automóveis moviam-se a água e o ar era rico em oxigénio, o que possibilitou os aventureiros de tirarem os fatos.

Os dias foram passando e na hora da partida não tinham combustível. No meio do desespero, um ET disse-lhes que podiam regressar pelo portal que costumavam usar quando iam a Terra. Na despedida, pediram para não os denunciarem, pois seriam incomodados pelos terrestres abelhudos e intrometidos.

Quando chegaram foram logo completar o álbum de recordações, quando se deparam com mais folhas em branco, onde dizia: "aventura em Atlântida", mas isso já é outra história!

Trabalho dos alunos do 6.º I da Escola Básica de Santa Clara, Guarda, com a professora Ilda Salvado