Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

Júnior e Joana num barco à deriva

As aventuras de Júnior&Joana

  • 333

Trabalho dos alunos do 6ºB do Colégio de Nossa Sra. da Bonança, Vila Nova de Gaia

" Querido diário de bordo.

Eu e o resto do grupo estamos a passar por um montão de rochas."

Júnior relia vezes sem conta a última passagem do seu diário, como forma de recordar o naufrágio do galeão que o separara da sua tripulação há algumas horas. Ele, Joana e Gão fugiram num barco salva-vidas, mas um tubarão comeu-lhes o motor e um polvo gigante arrancou-lhes as velas de emergência.

Então Gão começou a ladrar desesperadamente, pelo que Joana foi ver o que se passava. No fundo do mar, uma luz brilhava com muita intensidade. Como tinham aulas de mergulho, facilmente chegaram perto da luz, que fugiu em direção a uma fenda. Mal espreitaram, viram luz, cor e um incriminador tubarão com um motor preso aos dentes. Aquilo lembrava-lhes o paraíso (exceto o tal tubarão). Já não comiam há tanto tempo que estavam prestes a lançar-se sobre um delicioso atum. Felizmente para ele, foram detidos por uma criatura com dez tentáculos. Pensaram que fosse um polvo, mas esses só têm oito.

-Olá. Eu sou uma lula-gigante Mas isso não interessa, desde que nos possam ajudar. Vocês conhecem o zodíaco chinês?

-Bem, - afirmou duvidosamente Joana - só sabemos que tem 12 signos.

-É o suficiente. No entanto, é óbvio que vos devo explicações. A nossa cidade, Sea City, era rica e bonita, mas quando as forças do mal nos roubaram os talismãs mágicos do nosso zodíaco, temos azar em quase tudo. E só conhecendo os da China, nos poderiam ajudar. Basta resolverem o enigma:

Se o sineiro adormecer

Os talismãs irão voltar

Tenham muito cuidado

Mas podem tentar.

-Hei, podiam dar-lhe xarope para a tosse. A mim dá-me sono. Ha ha ha - gozou Júnior.

-Não. É uma boa ideia - repetiu entusiasmada a lula. Se houver algo que  possa fazer, digam.

-Nós precisamos de um barco - pediu Joana.

E graças ao tal barco, foram até uma ilha, onde por acaso a tripulação também foi parar, e foi aí que viveram felizes para sempre.

6.ºB do Colégio de Nossa Sra. da Bonança, Vila Nova de Gaia, com a Prof.ª Cláudia Andrade