Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

As aventuras de Júnior e Joana no aeroporto

As aventuras de Júnior&Joana

  • 333

Trabalho dos alunos do AQ4 do Centro Escolar de Alquerubim, Albergaria-a-Velha, com a Prof.ª Sofia Castanheira

Num dia de verão, Júnior, Joana, os pais e o seu cão Gão decidiram ir passar férias aos Açores.

Quando chegaram ao aeroporto, viram uma grande multidão, o Gão assustou-se e fugiu.

Muito preocupados, foram à sua procura. Onde estaria o Gão?

Entretanto, na fila da cafetaria, uma menina de quatro anos, com cabelos loiros e olhos cor do céu, chamada Matilde, viu umas orelhinhas e um focinho muito queridos, dentro de uma caixa.

- Pai, mãe, olhem para aquele cãozinho tão assustado! Podemos ficar com ele?

Os pais, apesar de terem gostado do animal, recusaram, porque estavam prestes a embarcar para o Brasil. Mas, perante a insistência, resolveram ceder e levar o Gão consigo.

Na porta de embarque para os Açores, Júnior, Joana e os pais, desesperados, falaram com um segurança para que os ajudasse a encontrar o animal.

- Por acaso viu um cão castanho, com manchas brancas e uma coleira vermelha, com o nome "Gão" gravado, perdido? - perguntaram os pais.

- Eu vi um cão com essas características a embarcar com destino ao Brasil, juntamente com uma família. - respondeu o segurança.

 Num misto de alegria e preocupação, pediram ao segurança que os levasse até ao avião onde ia embarcar essa família.

Numa correria desenfreada, conseguiram chegar a tempo de impedir a partida do avião. Subiram a bordo, procuraram, chamaram pelo Gão e conseguiram ouvir uns latidos sumidos, vindos da classe turística.

Guiados pelo som, conseguiram, finalmente, encontrar o animal que logo os reconheceu e lhes deu umas lambidelas valentes como que a dizer "que saudades!".

Chorando de alegria, Júnior e Joana pediram para lhes devolverem o cão.

Matilde negou, pois já se afeiçoara ao animal. No entanto, os pais relembraram-lhe que aquilo que encontramos não nos pertence, deveremos procurar o legítimo dono e devolver o que encontramos.

Matilde reconheceu que estava errada e devolveu o Gão.

Júnior e Joana pularam de felicidade e todos os passageiros aplaudiram o gesto da Matilde.  

Trabalho dos alunos do AQ4 do Centro Escolar de Alquerubim, Albergaria-a-Velha, com a Prof.ª Sofia Castanheira