Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

FOTOS E VÍDEO: Real Madrid vence Barcelona e conquista supertaça espanhola

Desporto

  • 333

O Real Madrid conquistou o primeiro troféu da época, a Supertaça Espanhola de futebol, ao vencer  em casa o rival Barcelona, por 2-1. Veja o golo espetacular de Cristiano Ronaldo 

MÁSCARA, CAOS E SILÊNCIO - É a primeira sensação e uma espécie de passaporte para uma nova realidade: o momento em que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se confunde com a esperança que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se
1 / 13

MÁSCARA, CAOS E SILÊNCIO - É a primeira sensação e uma espécie de passaporte para uma nova realidade: o momento em que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se confunde com a esperança que nos colocam a máscara de oxigénioe, na maca, entramos num mundo de caos e de silêncios, onde o medo se

moonspell
2 / 13

moonspell

moonspell
3 / 13

moonspell

moonspell
4 / 13

moonspell

moonspell
5 / 13

moonspell

moonspell
6 / 13

moonspell

moonspell
7 / 13

moonspell

moonspell
8 / 13

moonspell

moonspell
9 / 13

moonspell

moonspell
10 / 13

moonspell

moonspell
11 / 13

moonspell

moonspell
12 / 13

moonspell

moonspell
13 / 13

moonspell

A equipa liderada por José Mourinho e com o regressado Pepe e Cristiano  Ronaldo no "onze", esteve a vencer por 2-0 e "ameaçou" a goleada, mas, com  "medo" dos 10 catalães, esteve várias vezes em risco de sofrer o empate,  que lhe custaria a competição, na segunda parte, após o desaire por 3-2  em Nou Camp. 

O argentino Gonzalo Higuain (11 minutos) e Cristiano Ronaldo (19) marcaram  para os "merengues", enquanto o inevitável Lionel Messi resgatou o "Barça"  para o jogo, na transformação perfeita de um livre direto (45), indefensável  para Casillas. 

Na segunda parte, o Real Madrid nem parecia que estava a jogar contra  10 e o FC Barcelona poderia mesmo ter restabelecido a igualdade, por Pedro  (duas vezes), Jordi Alba, Montoya e Messi, as duas últimas já aos 90+2 minutos.

A Supertaça acabou por ficar em casa, sendo a terceira conquista de  Mourinho nos "merengues", após a Taça do Rei de 2010/2011 e a Liga espanhola  de 2011/2012.