Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

Escola de surf aproveita ondas dos catamarãs do Tejo

Desporto

  • 333

Imagem de arquivo

Luís Barra

A estreia contou com a presença de duas dezenas de jovens que, pela primeira vez, tiveram a oportunidade de praticarem surf

A praia do Bico do Mexilhoeiro, no Barreiro, é o local onde quebram as ondas provocadas pela passagem dos catamarãs que circulam no Tejo. A especificidade desta onda até lhe valeu um nome: Gasoline.

Foi, precisamente, a Gasoline - Associação Cultural e Desportiva que assinou um protocolo com a Câmara Municipal do Barreiro que lhe permite instalar uma escola de surf num moinho da zona histórica de Alburrica.

O primeiro workshop de surf dado no local contou com a participação de 20 jovens carenciados, sinalizados pela Associação Rumo/CLDS. O primeiro passo foi aprenderem a manobra essencial deste desporto, o take-off, que permite porem-se de pé na prancha.

A ideia do projeto é fazer chegar o surf a jovens que, de outra forma, nunca teriam acesso a praticá-lo. Quer pelo custo elevado das aulas ou do material.

Além destas ações de inclusão social, a associação Gasoline também procura apoios e patrocínios para que qualquer pessoa possa ter a experiência de surfar uma onda no rio Tejo.