Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

Um canário que gosta de beijinhos

Animais

  • 333

Reconhece o seu nome e adora a dona. Adriana já não se imagina sem ele! 

Pedrinho foi o melhor presente de aniversário que Adriana Freitas podia ter tido. Recebeu-o no dia em que fez nove anos e desde então tornaram-se grandes amigos.

O canário gosta de poisar na cabeça da dona e de pendurar-se nos seus cabelos. "Ele bica no meu dedo quando quer brincar e eu gosto de dar-lhe beijinhos nas penas. Tem uma relação especial comigo. Quando saio de casa, a minha mãe diz que ele começa a piar, como se estivesse a lamentar-se, porque não quer que eu vá", conta Adriana.

O nome foi escolha sua, inspirada numa personagem de desenhos animados. "E o pássaro já o reconhece", garante a dona. "Quando eu chamo, ele olha para mim."

Apesar de ter a sua casinha ? um grande gaiola onde passa grande parte do tempo ? o Pedrinho é uma canário privilegiado, pois também voa solto pela casa: "Quando a minha mãe me deixa, eu solto-o, para ele poder voar. Mas uma vez foi contra o vidro da janela. Ia a voar, eu falei, ele virou-se e pumba! Bateu no vidro!"

O Pedrinho é alimentado com uma mistura de sementes para pássaros. Além disso, Adriana dá-lhe maçã e brócolos, em dias alternados e uma papa vermelha para manter a cor viva das penas. Mudar a água e lavar o bebedouro também fazem parte das suas obrigações.

Hoje, já não consegue imaginar a sua vida sem o canário: "Faz-me muita companhia, mesmo quando não está a cantar!" 

De onde vêm  os canários? 

Os canários são originários das ilhas Canárias e é por isso que ficaram com este nome. O nome científico da espécie é Serinus canaria. Os navegadores, no séc. XV, levavam-nos de presente aos seus reis, depois das expedições às ilhas. Foi assim que se espalharam pelo mundo, tornando-se animais de companhia e paixão de criadores nos cinco continentes. Mas ainda existem em estado selvagem nas Canárias, nos Açores, na Madeira e em Cabo Verde. 

Por que se diz 'amarelo-canário' ?

Convencionou-se chamar assim a um tom de amarelo muito vivo, comum nos canários de cor.

Existem muitos canários diferentes?

Existem várias raças de canários, divididas em quatro grandes grupos: de cor, de canto, de porte e silvestres. Só nas raças de cor, existem mais de 300 classes registadas! O Pedrinho é um canário de cor mosaico-vermelho. Há imensas combinações de tons diferentes e também há aqueles que são uniformes. 

O que distingue os machos das fêmeas?

Existem raças em que as cores são diferentes em machos e fêmeas. Mas nem sempre é fácil distingui-los. O canto é, em muitos casos, um fator distintivo mais seguro do que a cor: os machos cantam mais e melhor do que as fêmeas ? é uma forma de atraí-las na fase de acasalamento.

É possível aumentar a intensidade das cores das penas? 

Sim. Basta dar aos  canários, na altura da muda da pena, substâncias corantes, todos os dias, na alimentação ou na água! Os criadores procuram obter as cores mais bonitas. E participam em concursos onde é avaliada a beleza das cores, segundo inúmeros critérios.