Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

Animais pequenos mas muito perigosos

Animais

  • 333

No reino animal, o tamanho não importa. VÊ AS FOTOS e fica a saber quais são os dez animais venenosos que podiam caber dentro do teu sapato

Polvo de anéis azuis (Hapalochlaena maculosa) - Podem atingir, no máximo, 20 centímetros e uma dose seu veneno seria capaz de matar 20 homens em minutos. Esta espécie habita na Grande Barreira de Coral Australiana
1 / 10

Polvo de anéis azuis (Hapalochlaena maculosa) - Podem atingir, no máximo, 20 centímetros e uma dose seu veneno seria capaz de matar 20 homens em minutos. Esta espécie habita na Grande Barreira de Coral Australiana

Rã Dourada Venenosa (Phyllobates terribilis) - Com apenas cinco centímetros, esta rã liberta homobatracotoxina, um composto químico mortal que provoca a falência múltipla dos órgãos. Algumas tribos indígenas da América do Sul utilizam estas toxinas, colocando-as na ponta das setas utilizadas para caçar
2 / 10

Rã Dourada Venenosa (Phyllobates terribilis) - Com apenas cinco centímetros, esta rã liberta homobatracotoxina, um composto químico mortal que provoca a falência múltipla dos órgãos. Algumas tribos indígenas da América do Sul utilizam estas toxinas, colocando-as na ponta das setas utilizadas para caçar

Vespa-do-mar (Chironex Fleckeri) - O seu veneno é de actuação rápida, podendo levar à morte de um homem adulto numa questão de minutos. Após a picada, as toxinas atacam em simultâneo o sistema nervoso, o coração e a pele
3 / 10

Vespa-do-mar (Chironex Fleckeri) - O seu veneno é de actuação rápida, podendo levar à morte de um homem adulto numa questão de minutos. Após a picada, as toxinas atacam em simultâneo o sistema nervoso, o coração e a pele

Pitohui de Capuz (Pitohui dichrous) - Esta é a única ave venenosa do planeta, descoberta nas florestas tropicais da Nova Guiné. A sua toxina, presente na pele e nas penas, tem a capacidade de provocar paralisia (inclusive nos músculos do coração) e pode causar a morte
4 / 10

Pitohui de Capuz (Pitohui dichrous) - Esta é a única ave venenosa do planeta, descoberta nas florestas tropicais da Nova Guiné. A sua toxina, presente na pele e nas penas, tem a capacidade de provocar paralisia (inclusive nos músculos do coração) e pode causar a morte

Taturana oblíqua (Lonomia obliqua) - Nativa do Brasil, esta lagarta possui espinhos venenosos que inibem a coagulação do sangue causando hemorragias severas, que podem resultar na morte da vítima caso o antídoto não seja administrado
5 / 10

Taturana oblíqua (Lonomia obliqua) - Nativa do Brasil, esta lagarta possui espinhos venenosos que inibem a coagulação do sangue causando hemorragias severas, que podem resultar na morte da vítima caso o antídoto não seja administrado

Armadeira (Phoneutria) - Esta aranha extremamente agressiva tem o seu habitat natural na América do Sul e consegue matar um rato com apenas 0,006 mg de veneno, potencialmente letal para os humanos
6 / 10

Armadeira (Phoneutria) - Esta aranha extremamente agressiva tem o seu habitat natural na América do Sul e consegue matar um rato com apenas 0,006 mg de veneno, potencialmente letal para os humanos

Peixe balão (Tetraodontidae) - Quando mal preparada, esta iguaria da gastronomia japonesa pode provocar a morte. Os seus órgãos contêm concentrações elevadas de tetrodotoxina, que se pode se espalha para a carne e pele do animal em caso de ataque por parte de predadores que não se deixem intimidar com a estratégia de encher o estômago de ar
7 / 10

Peixe balão (Tetraodontidae) - Quando mal preparada, esta iguaria da gastronomia japonesa pode provocar a morte. Os seus órgãos contêm concentrações elevadas de tetrodotoxina, que se pode se espalha para a carne e pele do animal em caso de ataque por parte de predadores que não se deixem intimidar com a estratégia de encher o estômago de ar

Escorpião Amarelo da Palestina (Leiurus quinquestriatus) - Em inglês é conhecido por “Deathstalker”, que significa literalmente “seguidor da morte”. A picada deste escorpião do deserto é capaz de libertar seis tipos diferentes de neurotoxinas. Além de extremamente dolorosa, pode levar a uma reação alérgica potencialmente fatal
8 / 10

Escorpião Amarelo da Palestina (Leiurus quinquestriatus) - Em inglês é conhecido por “Deathstalker”, que significa literalmente “seguidor da morte”. A picada deste escorpião do deserto é capaz de libertar seis tipos diferentes de neurotoxinas. Além de extremamente dolorosa, pode levar a uma reação alérgica potencialmente fatal

Caracol Cone (Conus geographus) - Não se deixe enganar pela conchinha, o seu habitante é responsável por várias mortes. Não existe um antídoto para o veneno deste caracol marítimo, a única hipótese de sobreviver é mantendo os órgãos vitais em funcionamento enquanto o corpo tenta eliminar todo veneno
9 / 10

Caracol Cone (Conus geographus) - Não se deixe enganar pela conchinha, o seu habitante é responsável por várias mortes. Não existe um antídoto para o veneno deste caracol marítimo, a única hipótese de sobreviver é mantendo os órgãos vitais em funcionamento enquanto o corpo tenta eliminar todo veneno

Formiga-cabo-verde (Paraponera clavata) - Para uma formiga, não é nada pequena: o seu tamanho varia entre 18 e 30 milímetros. A tribo Sateré Mawé, no Amazonas, utiliza-as um ritual de passagem no qual jovem deve vestir “luvas” repletas de formigas sem gritar. A sua picada causa paralisia e afeta o sistema nervoso central
10 / 10

Formiga-cabo-verde (Paraponera clavata) - Para uma formiga, não é nada pequena: o seu tamanho varia entre 18 e 30 milímetros. A tribo Sateré Mawé, no Amazonas, utiliza-as um ritual de passagem no qual jovem deve vestir “luvas” repletas de formigas sem gritar. A sua picada causa paralisia e afeta o sistema nervoso central

São pequenos, mas as cores garridas avisam: "não te metas comigo, posso matar-te num piscar de olhos."

Vê a galeria de imagens e descobre alguns dos animais mais perigosos do planeta.