Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

Deixas o teu cão dar beijos? Lê isto e pensa duas (ou mais) vezes

Animais

  • 333

© Keith Bedford / Reuters

Quem tem um cão sabe que eles adoram lamber a cara do dono. Mas será que receber este gesto de afeto do nosso amigo peludo pode trazer complicações para a saúde?

John Oxford, professor de virologia e bacteriologia na Universidade Queen Mary, em Londres, explicou recentemente no Hippocraticpost, um projecto online onde colaboram vários jornalistas que escrevem sobre assuntos da área da saúde, quais são as principais implicações para quem é “beijado” pelo cão.

O académico universitário defende que a saliva dos cães não é único problema para a saúde dos donos: “Os nossos amigos de quatro patas gostam de cheirar todo o tipo de cócós com os focinhos que estão cheios de bactérias, vírus e germes de todos os tipos ".

Um dos exemplos mais mediáticos aconteceu no Reino Unido. Uma mulher, de 70 anos de idade, cujo nome não foi divulgado, contraiu uma infecção de saliva graças ao seu galgo italiano, acabou internada nos cuidados intensivos durante semanas com insuficiência de múltiplos órgãos. A história é contada no BMJ Case Report.

Tudo aconteceu durante uma conversa ao telefone com um familiar, sentiu-se mal. Quando a equipa de paramédicos chegaram ao local encontraram a mulher praticamente inconsciente. Ao chegar ao hospital os médicos escreveram no relatório que ela sentia dores de cabeça, tinha diarreia, febre alta, e os rins começaram a "falhar". Passou a sofrer de insuficiência hepática e respiratória. Ao fim de vários dias de tratamento regressou a casa mas o testemunho serviu de alerta para situações semelhantes.