Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

Como os animais conseguiram ir ao espaço

Visão Júnior

Imagem de Félix Díaz G.

Sabias que muito antes de o Homem tentar ir ao espaço, vários animais já lá tinham estado?

Quando pensamos em viagens espaciais, pensamos em astronautas e nos seus fantásticos fatos. Mas a verdade é que muitos bichos já tinham ido ao espaço antes dos seres humanos!

Moscas

Os primeiros seres vivos a viajarem para o espaço foram as moscas. Fizeram-no no foguete nazi V-2, em 1947, atingiram uma altitude de 108 km e foram recuperadas vivas por paraquedas.

Cães

Na década de 1950,os cientistas espaciais da União Soviética (um grande país que incluía várias repúblicas, como a Rússia, a Ucrânia e a Estónia, entre outras, mas que já não existe) começaram a usar mamíferos nas suas experiências.

Os primeiros cães no espaço, chamados Dezik e Tsygan, foram lançados em julho de 1951 e retornaram em segurança. Laika – de que já deves ter ouvido falar – foi provavelmente a cadela mais famosa a atingir o espaço: foi enviada a bordo do satélite Sputnik 2, em 1957. Laika acabou por morrer, devido ao stresse e sobreaquecimento, e ficou conhecida por ser o primeiro ser vivo terrestre a orbitar o planeta Terra.

Mais tarde, em 1960, foram enviados mais dois cães ao espaço: Belka e Strelka passaram um dia no espaço a bordo do Korabl-Sputnik-2 e retornam a salvo à Terra. Foram acompanhados nesta viagem por um coelho cinza, 44 ratos, pássaros e um número de plantas e fungos. Todos os passageiros sobreviveram.

Macacos

Enquanto que na União Soviética se apostava em enviar cães, nos Estados Unidos da América eram realizados ensaios com macacos e chimpanzés.

Ham, o chimpanzé, voou a bordo da nave Mercury em janeiro de 1961, apenas três meses antes de Alan Shepard se tornar o primeiro americano no espaço. Foi o primeiro animal a interagir com uma nave espacial: foi treinado para puxar umas alavancas que forneciam o seu granulado de banana. Em novembro de 1961, foi enviado outro chimpanzé: Enos foi o primeiro chimpanzé a orbitar a Terra e abriu caminho para o astronauta norte-americano John Glenn fazer a mesma jornada.

Peixes, ratos, insetos e até plantas

As experiências com animais continuaram mesmo depois de os humanos viajarem ao espaço regularmente. Nem depois da chegada do Homem à Lua, em 1969, o papel dos animais na exploração espacial terminou. Peixes, ratos e insetos já foram levados para a Estação Espacial Internacional e, ao longo dos anos, também já foram enviadas outras formas de vida, incluindo plantas e organismos unicelulares. Todas estas experiências têm um objetivo: saber mais sobre os animais, as plantas, e perceber quais são as possibilidades de levar vida para o espaço.