Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

Garrett McNamara entra na onda para salvar o planeta

Visão Júnior

José Carlos Carvalho

5 de junho é o Dia Mundial do Ambiente. A data perfeita para te dar conhecer uma campanha que apela à proteção dos oceanos. Garrett McNamara já bateu o recorde da maior onda alguma vez surfada mas, desta vez, aceitou um desafio ainda maior: salvar o planeta!

O surfista convidou um grupo de jovens da Associação Cascais Jovem para o ajudar a limpar o rio Tejo e participar na campanha “Clean The Sea For Your Future” (Limpa o Oceano Pelo Teu Futuro).

José Carlos Carvalho

O dia começou cedo. Garrett McNamara e os seus jovens convidados partiram de barco da marina de Cascais e levaram remos adaptados com redes para apanhar o lixo que encontrassem pelo caminho até ao Terreiro do Paço, em Lisboa.

O surfista quis «levar os jovens para o meio da água, numa experiência divertida, em contacto com o meio ambiente e com um significado importante.» Ele acredita que, com atividades deste tipo, eles vão «preocupar-se e podem tornar-se defensores dos oceanos».

José Carlos Carvalho

McNamara chamou ainda a atenção para a importância de pessoas da tua idade ajudarem a proteger o meio ambiente: «As crianças são o futuro e podem inspirar os pais. O que importa é tentar ser um exemplo e, se as crianças começarem por dar o exemplo, as pessoas vão segui-las.»

O plástico recolhido será depois transformado em pequenas placas que os funcionários das lojas da Yamaha, um dos parceiros desta campanha, usarão ao peito com o seu nome. A responsável por esta transformação será Catarina Marques, aluna da Universidade de Aveiro. A Catarina explicou-nos que este projeto surgiu pois «quis fazer alguma coisa com os plásticos que vêm do oceano e criar produtos para salvar o planeta.»

José Carlos Carvalho

A ameaça do plástico

O plástico nos oceanos é um perigo para várias espécies, incluindo mamíferos, répteis, aves e peixes. Os animais ficam muitas vezes presos no lixo ou acabam por se alimentar do plástico. Ambos os casos podem resultar em ferimentos, doenças ou até na morte.

– Já existe tanto plástico nos oceanos que este se acaba por juntar e formar “ilhas” enormes de lixo, uma delas, no oceano Pacífico, é 17 vezes maior que Portugal.

– Em alguns sítios, como no rio Douro, já existe mais plástico do que peixes!

– Em Portugal, usamos todos os anos: 721 milhões de garrafas de plástico e mil milhões de palhinhas. Já imaginaste tal quantidade de lixo?

Estatísticas

270 espécies de animais ficam presas em detritos plásticos e 240 espécies ingerem o plástico nos oceanos

– Pelo menos mil tartarugas marinhas morrem anualmente devido à ameaça do plástico

– Existem 5,25 biliões de partículas de plástico espalhadas pelo oceano

Fontes: WWF e Fórum Económico Mundial