Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

O criador de «A Fuga das Galinhas» dá-te dicas sobre como fazer filmes de animação

Visão Júnior

Diana Tinoco

Um dos fundadores dos estúdios Aardman – onde nasceram a famosa série «Wallace and Gromit» e os filmes «Ovelha Choné» e «A Fuga das Galinhas» – esteve em Lisboa. Peter Lord falou à VISÃO Júnior sobre o início da sua carreira, sobre o que o inspira, e ainda deu dicas para quem quer experimentar fazer filmes em stop-motion

Margarida Queirós

Se visitares a exposição «A Magia dos Estúdios Aardman», no Museu das Marionetas, em Lisboa, vais ficar tão maravilhado como nós. Numa sala muito escura, estão as verdadeiras marionetas dos filmes e séries que tornaram os estúdios Aardman famosos em todo o mundo. Para além dos vários bonecos usados nos filmes, vais poder ver adereços – como camas, frigoríficos ou casas – e alguns dos cenários que foram criados para as gravações.

A Ovelha Choné, uma das personagens mais antigas dos estúdios Aardeman

A Ovelha Choné, uma das personagens mais antigas dos estúdios Aardeman

Diana Tinoco

Foi lá que encontrámos Peter Lord, que há 43 anos começou a usar plasticina moldável – a imagem de marca das produções Aardman - que depois se conjuga com a técnica de animação stop-motion. Mas o que é esta técnica? «Nos filmes de stop-motion existe uma marioneta, ou várias. Tira-se uma fotografia e mexes o boneco um bocadinho (para dar a ideia de movimento), e assim sucessivamente. Se o boneco for bonito, vai ficar giro no ecrã, e é bastante simples!», explica o diretor criativo.

Peter Lord com a Ovelha Choné e Gromit, o cão de «Wallace e Gromit»

Peter Lord com a Ovelha Choné e Gromit, o cão de «Wallace e Gromit»

Diana Tinoco

Mas demora muito tempo. Por exemplo, os filmes «A Fuga das Galinhas» e «A Ovelha Choné» demoraram ambos dois anos a serem feitos. «Há que construir os bonecos, os cenários, os adereços e depois é que se faz a animação. E esta é mesmo muito lenta: um bom animador pode demorar uma semana a filmar apenas seis segundos. A técnica é fácil, mas executá-la bem demora muito tempo». Peter Lord garante que, se quiseres experimentar, podes fazê-lo, pois é muito fácil. Pensas no boneco – «que podes fazer sozinho, com LEGO, por exemplo» – e fazes o download de uma aplicação que te ajude a filmar. Há imensas, garante Peter, que aconselha a Animate It!. Depois, é só pensar na história e ir filmando o boneco. «A coisa mais maravilhosa na animação é que, quando és criança e estás a fazer um filme, sentes que estás a fazer uma coisa muito importante. E quando se faz em casa, é mais rápido, mais divertido e muito eficaz!»

Ginger e Rocky, as personagens principais de «A Fuga das Galinhas»

Ginger e Rocky, as personagens principais de «A Fuga das Galinhas»

Diana Tinoco

Uma curiosidade: porque é que os animais estão sempre presentes?

«Porque é sempre divertido! Simplesmente, tem mais piada. No mundo real, a maior parte das pessoas não pensa que os animais são inteligentes, especialmente as ovelhas. E por isso tem piada pensar que, quando viramos costas, eles têm a sua própria vida: a sua cultura, a sua própria diversão, e que são exatamente como nós, só que nós nunca vemos. E é isso que tento mostrar nos meus filmes», revela Peter Lord.