Visão Júnior

Siga-nos nas redes

Perfil

Aventuras no Espaço!

Visão Júnior

Queres saber como é que um dia poderemos viajar até um planeta distante? Ou descobrir os mistérios de Vénus, o planeta mais quente do sistema solar? Ou que segredos tem Titã? As sessões gratuitas do IAstro Júnior estão de regresso, e a primeira é já no próximo sábado, 16, no Planetário de Lisboa. Inscreve-te e traz a tua família!

Sabes quem melhor conhece o Espaço? São os astrofísicos! São eles que estudam estrelas, planetas, o sistema solar e tudo o mais que se passa nesses locais absolutamente extraordinários que temos acima de nós. Pois é com eles que vais viver, e de forma divertida, aventuras no Espaço, graças às sessões do IAstro Júnior, que estão de regresso!

O IAstro Júnior é uma iniciativa do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço e da VISÃO Júnior, que vai realizar quatro sessões este ano, sob o tema geral «Aventuras no Espaço».

Cada sessão dura cerca de 50 minutos e está dividida em três apresentações, curtas, que terminam sempre com uma surpresa. No final da sessão, poderás colocar as questões que quiseres aos cientistas.

Para participares, é obrigatório inscrição. Clica aqui, onde encontrarás a opção "Inscreva-se já"

Se fores assinante da VISÃO Júnior, inscreve-te aqui.

Sábado, 16 de março, 18h: «Uma Aventura noutro Planeta»

Lisboa, Planetário Calouste Gulbenkian

Conhece Vénus, o planeta que gira ao contrário;

Descobre Titã, um dos locais do Sistema Solar mais promissores;

E fica a saber como é que um dia poderemos viajar até um planeta distante e viver lá...

«Aventura» conduzida pelos investigadores Rúben Gonçalves, Alberto Negrão e Rui Agostinho.

4 de maio: «Uma Aventura com um Extraterrestre»

Porto, Planetário do Porto, 17h30

14 de setembro: «Uma Aventura num Buraco Negro»

Lisboa, Planetário Calouste Gulbenkian, 18h

16 de novembro: «Uma Aventura à Velocidade da Luz»

Porto, Planetário, 17h30

OS INVESTIGADORES DA 1ª AVENTURA, A 16 DE MARÇO

Alberto Negrão: «Fiz a licenciatura em Física na Universidade de Lisboa. Seguiu-se um doutoramento em Astronomia e Astrofísica pela mesma universidade, mas realizado no Observatório de Paris-Meudon, em França. Passei ainda, como investigador, por Oxford, Reino Unido e por Roma, Itália. O meu trabalho consiste no estudo da atmosfera e superfície de Titã, lua de Saturno e um dos locais do Sistema Solar mais parecido com a nossa Terra. Atualmente dou aulas no Instituto Politécnico de Leiria.»

Alberto Negrão: «Fiz a licenciatura em Física na Universidade de Lisboa. Seguiu-se um doutoramento em Astronomia e Astrofísica pela mesma universidade, mas realizado no Observatório de Paris-Meudon, em França. Passei ainda, como investigador, por Oxford, Reino Unido e por Roma, Itália. O meu trabalho consiste no estudo da atmosfera e superfície de Titã, lua de Saturno e um dos locais do Sistema Solar mais parecido com a nossa Terra. Atualmente dou aulas no Instituto Politécnico de Leiria.»

Rúben Gonçalves: «Licenciei-me em Física na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, onde fiz também o mestrado em Astrofísica e Cosmologia. Actualmente estou a fazer o doutoramento sobre o estudo da dinâmica de atmosferas planetárias. Estudo principalmente a atmosfera de Vénus e o porquê de ser tão diferente da nossa. Sempre gostei de astronomia mas achei sempre que era muito difícil, só mais tarde (aos 27 anos) é que decidi seguir esse sonho. Nos tempos livres gosto de futebol, tango e também sou "gamer".»

Rúben Gonçalves: «Licenciei-me em Física na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, onde fiz também o mestrado em Astrofísica e Cosmologia. Actualmente estou a fazer o doutoramento sobre o estudo da dinâmica de atmosferas planetárias. Estudo principalmente a atmosfera de Vénus e o porquê de ser tão diferente da nossa. Sempre gostei de astronomia mas achei sempre que era muito difícil, só mais tarde (aos 27 anos) é que decidi seguir esse sonho. Nos tempos livres gosto de futebol, tango e também sou "gamer".»

Rui Agostinho: «Sou um apaixonado pelo conhecimento! Brinquei muito com coisas que construí. Espreitei por telescópios e acabei por construir um com as minhas mãos. Fascinei-me com a tecnologia das viagens à Lua e a ciência que daí apareceu. Estudei muita física e matemática na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (licenciatura) e na Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill, Estados Unidos (Doutoramento em Física e Astrofísica) as bases da Astrofísica, e continuo a aprender todos os dias. O meu sonho é chegar ao infinito e mais além.»

Rui Agostinho: «Sou um apaixonado pelo conhecimento! Brinquei muito com coisas que construí. Espreitei por telescópios e acabei por construir um com as minhas mãos. Fascinei-me com a tecnologia das viagens à Lua e a ciência que daí apareceu. Estudei muita física e matemática na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (licenciatura) e na Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill, Estados Unidos (Doutoramento em Física e Astrofísica) as bases da Astrofísica, e continuo a aprender todos os dias. O meu sonho é chegar ao infinito e mais além.»