Uma breve incursão pela Beira Interior levou-nos ao encontro de vinhos brancos de elevada qualidade e um tinto de grande nível. Nos brancos sobressai a casta Síria e no tinto aqui referenciado encontramos a Touriga Nacional. Com toda a certeza que haverá muitos mais dignos de nota, mas não é fácil encontrar nas prateleiras dos supermercados vinhos com o selo de garantia Beira Interior.

Quinta do Cardo Síria Beira Interior 2011 ***** - €5
Um excelente vinho branco, que consagra as virtudes da casta Síria, a mais enxertada das castas brancas na região da Beira Interior. Muito aromático e frutado, surge com sabores a laranja e melão. Suave e fresco apesar dos seus 13,5% vol. álcool.
A Quinta do Cardo, da Companhia das Quintas, situa-se em Figueira do Castelo Rodrigo a 700 metros de altitude enquadrada pelos rios Douro, Águeda e Coa e pratica uma viticultura integrada.
Na mesma zona, em pleno Parque Natural do Douro Internacional, o enólogo Rui Reboredo Madeira (que se distinguiu pela sua ação no Douro) iniciou o ano passado um projecto empresarial pessoal ao adquirir uma adega e vinhas na Vermiosa, aldeia de Figueira de Castelo Rodrigo. Dos seus brancos de 2011 destacamos:

 

Beyra Quartz Beira Interior 2011 ****/***** - €4,60
As castas Síria e Fonte Cal (que só existe na Beira Interior) desenham este vinho branco fresco com sabores citrinos e uma boa acidez. Uma agradável estreia do enólogo neste seu novo empreendimento.

Descendo agora de Figueira de Castelo Rodrigo em direção ao Sabugal, pousamos no restaurante Robalo a saborear um excelente cabrito assado na brasa.

Almeida Garrett Touriga Nacional Beira Interior 2009 ***** - €6
Este tinto soberbo nasce na Cova da Beira, nas faldas da serra da Estrela, onde é produzido pela Sabe (Sociedade Agrícola da Beira), próximo da Covilhã. Com os seus 13,5 vol. álcool. surge muito bem estruturado, frutado à casta e com sabores correspondentes. Um belo tinto da Covilhã.  Um último reparo: este vinho merecia uma melhor rolha de cortiça.