Segundo a agência de notícias France Press, a autenticidade e as datas dos três vídeos disponibilizados na segunda-feira no YouTube não puderam ainda ser confirmadas, mas parecem ter sido filmados na região de Aleppo.

Para o diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Rhaman, a confirmar-se a autenticidade dos vídeos, trata-se de "atrocidades" - um deles mostra um multidão a gritar efusivamente junto a vários corpos caídos na rua, antes de serem visíveis outros três cadáveres a serem atirados do telhado de um edifício. Quando o primeiro corpo cai, a multidão grita "é um shabiha" (um elemento pró-governo).

Noutro vídeo, um homem, de olhos vendados e mãos atadas, é degolado. A explicação do autor das imagens: "Este é o destino de todos os shabiha e daqueles que apoiam [o presidente ]Bashar [al-Assad]".