Visão Verde

Siga-nos nas redes

Perfil

Consultora em arquitetura sustentável : Desenhar pelo futuro

Visão Verde

Isabel Silvestre fez um mestrado em arquitetura sustentável em Londres e agora é consultora

Luís Barra

Aproveitar as condições naturais para a construção dá emprego a arquitetos

Por fora, é como qualquer outra sala de escritório, cheia de computadores. Mas se espreitarmos os ecrãs encontramos desenhos de edifícios fatiados em cores, setinhas e direções do vento. Indicam por onde sai o calor e como se pode tornar o espaço mais sustentável.

Bonecos singelos como estes podem significar uma poupança de 60% em energia gasta para ventilação ou mesmo 70% se compararmos com um edifício residencial construído nos anos setenta.

Mas o que os ecrãs da i+i revelam é sobretudo a mudança de rumo que alguns arquitetos fizeram para conseguir emprego numa das áreas mais fustigadas pela crise, a da construção.

Isabel, portuguesa, e Ignacio, espanhol, começaram a pensar num novo rumo para as suas carreiras depois de fazerem um mestrado em Arquitetura Sustentável, em Londres. Abriram a empresa de consultoria no início do ano e já contam com museus em Budapeste, Helsínquia e Tavira no portefólio, além de escritórios e projetos de reabilitação urbana.

"O nosso objetivo é a poupança com conforto. Quase ninguém faz consultoria em arquitetura sustentável em Portugal, mas ela é cada vez mais exigida em concursos europeus", diz Isabel Silvestre.

Depois de um mestrado em Londres e de 12 anos como consultor em arquitetura sustentável, Raul Moura foi para a Arábia Saudita, trabalhar na construção do Metro de Riade, mas não tem dúvidas que a arquitetura sustentável criará empregos: "Vamos precisar de mais engenheiros de materiais e de arquitetos paisagistas, porque os edifícios vão ter de depender menos da tecnologia e mais da boa arquitetura." Com o setor em crise, um arquiteto em Portugal pode agora ganhar oito euros por hora. Mas a consultoria em arquitetura sustentável vale entre 20 a 40 euros por hora.

POTENCIAL DE CRESCIMENTO: MÉDIO

COMPETÊNCIAS: LICENCIATURA EM ARQUITETURA, MESTRADO EM ARQUITETURA SUSTENTÁVEL, LÍNGUAS