Visão Verde

Siga-nos nas redes

Perfil

Soltou-se da Antártida o icebergue gigantesco que os cientistas observavam há meses

Visão Verde

NASA

A enorme massa de gelo formou um icebergue de um bilião de toneladas

"A formação produziu-se entre segunda e quarta-feira", indicaram os especialistas da Universidade de Swansea, no Reino Unido, que monitorizam a evolução deste bloco de gelo gigantesco.

O bloco, com 6 mil quilómetros quadrados, separou-se da plataforma de gelo Larsen C, da Antártida Ocidental, a sul do continente americano.

Esta separação era esperada pelos cientistas, que há mais de dez anos seguiam uma grande fenda, cuja propagação se acelerou a partir de 2014.

A massa de gelo, com 200 metros de espessura, não deverá mover-se para longe nem muito depressa, mas deverá continuar a ser monitorizada.

Correntes e ventos podem eventualmente empurrar o icebergue para norte do Antártico, o que causaria dificuldades à navegação.

Segundo os cientistas, a separação não vai afetar o nível do mar, porque o gelo que se desprendeu já estava no oceano, embora alguns especialistas admitam que possa acelerar a desestabilização da Larsen C.

Segundo a Agência Espacial Europeia (AEE) e o cientista Noel Gourmelen, da Universidade de Edimburgo, o icebergue que se vai criar será um dos maiores da Antártida, com 1.155 quilómetros cúbicos de gelo, equivalente à água necessária para encher 462 milhões de piscinas olímpicas.

A AEE assinalou também que as plataformas vizinhas, Larsen A e Larsen B, experimentaram um processo similar com "fragmentações espetaculares" em 1995 e 2002, respetivamente.

com Lusa